Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +

O tempo…o melhor juiz

Quem me dera voltar a ser Criança

Voz às Escolas

2016-05-05 às 06h00

Luisa Rodrigues Luisa Rodrigues

Há um ano o Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio viu-se envolvido numa campanha de difamação que, por razões que não merecem sequer ser referidas, abalou toda a comunidade e teve repercussões no clima de uma organização a quem sempre foi reconhecido o mérito pelo trabalho realizado em prol da educação e do desenvolvimento cultural de um concelho que, durante 45 anos, assistiu à forma peculiar como no seio da comunidade escolar foram sendo acolhidos milhares de jovens, alguns dos quais viriam, mais tarde, a assumir um papel relevante na sociedade e nas políticas locais.
No caso em apreço, e reflexo da falta de princípios que grassa na nossa sociedade, fizeram-se juízos e julgamentos, com atropelos inqualificáveis aos direitos mais elementares de qualquer cidadão, desvalorizando-se, ou mesmo tentando anular-se, as razões subjacentes às posições assumidas no seio de uma comunidade para quem, neste cantinho minhoto ou na metrópole, há valores indissociáveis da missão de um profissional de educação, sob pena de ao inverso de formarmos, deformarmos.
Com a diferença que nos carateriza, respondemos com trabalho e com o profissionalismo de sempre, provando que acima de qualquer conflito, e por mais injustiçados que nos sintamos, temos uma missão a cumprir e milhares de rostos com nome, ávidos de receber e de partilhar conhecimento, merecedores de que sejamos capazes de uma especial capacidade de abstração, relativamente a qualquer conflito, seja ele fruto da mesquinhez de algumas mentes ou decorrente da frustração pelo rumo tão sem rumo do nosso sistema educativo.
Acontece que uma Escola nunca cruza os braços, e quando seria expectável que fosse derrubada surge reforçada e multiplicam-se as evidências do sucesso de todo o investimento que os seus profissionais continuam a fazer, apesar dos contratempos, e que se reflete na forma como os alunos abraçam os desafios lançados e trabalham para o sucesso que todos almejamos.
E se, apesar dos pesares, em 2015 escrevemos mais algumas páginas da nossa longa história com o sucesso das atividades que dinamizámos e com os resultados alcançados pelos nossos alunos em competições que ultrapassaram os limites geográficos do nosso território, muitos dos quais foram notícia em alguns órgãos de comunicação social, 2016 tem sido um ano marcante, também ao nível das atividades, atingindo o auge, esta semana, com o mediatismo de um dos projetos que temos em curso - a Gestão e Mediação de Conflitos nos Recreios, durante os intervalos, de que um grupo de alunos é protagonista.
Episódios como este, em que somos surpreendidos com o reconhecimento público e a vontade expressa de dar voz aos feitos dos nossos alunos, constituem-se como um incentivo privilegiado para que a escola pública recupere o estatuto de outrora e se afirme na sociedade como protagonista no domínio da formação e da educação, objetivo principal da sua existência.
O Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio é uma escola pública que prima pelo investimento na educação para a cidadania, tarefa que, apesar das dificuldades decorrentes de um público diversificado, continua a desafiar a criatividade e a contagiar, provando que a perseverança é uma caraterística própria de quem acredita que o tempo continua a ser o melhor juiz.
Tenho que reconhecer que estávamos a precisar desta lufada de ar fresco, de ser enaltecidos pelo muito que de bom fazemos em prol da escola, enaltecimento esse bem merecido, se mais não fora pelo menos pela forma exemplar como, serenamente, enfrentámos as tempestades de um passado tão recente.
E se dúvidas houvesse de que o tempo é, realmente, o melhor juiz, aqui fica a confirmação com um agradecimento sentido à Comunidade Escolar Gonçalo Sampaio por não ter cruzado os braços.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

29 Junho 2020

Ikigai

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho