Correio do Minho

Braga, sexta-feira

Oito milhões em 2070...

As Bibliotecas e a cooperação em rede

Ideias

2018-06-11 às 06h00

Paulo Monteiro

Rui Rio apresentou na semana passada, no Porto, o documento Uma política para a infância. Neste documento, o líder do PSD destaca algumas medidas, entre elas, a criação de um subsídio para todas as grávidas a pagar no sétimo mês de gravidez, a substituição do abono de família por uma prestação fixa (independente da condição económica) para todas as crianças que até aos 18 anos totalizaria 10.722,50 euros, o alargamento da licença de parentalidade para 26 semanas e a gratuitidade das creches e jardins de infância a partir dos seis meses, entre outras medidas.

Ora aqui está um documento que merece uma reflexão profunda e, como disse Rui Rio, um documento que tem de ser pensado para várias legislaturas. E é bem verdade. Este é um problema que diz respeito a todos e que tem de preocupar todos os quadrantes políticos e a sociedade em geral. Aliás, o Primeiro-Ministro, António Costa, no Parlamento, e sobre o assunto, revelou que estas propostas são bons contributos para o debate.

Ainda recentemente a Comissão Europeia fez um retrato muito desolador do nosso país dentro de 52 anos, onde prevê que em 2070 a população nacional seja de apenas oito milhões. Uma queda de 23% em relação aos dados actuais que já não são nada bons. Por exemplo, em 1966 nasceram em Portugal 206.940 crianças e, em 2016 apenas 87.126. Números que cada vez assustam mais. Para além de sermos menos, somos cada vez mais idosos...
Estes e outros dados podem ser consultados no relatório Ageing Report 2018 da Comissão Europeia sobre envelhecimento. Este é um assunto sério e que deve estar sempre na agenda do dia...

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

14 Dezembro 2018

Amarelos há muitos...

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.