Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Orçamento Municipal: Um compromisso com as próximas gerações

A União Europeia e os Millennials: um filme pronto a acontecer

Ideias Políticas

2014-11-11 às 06h00

Francisco Mota

Conhecidas as grandes opções do plano e orçamento Municipal é o momento mais que oportuno para analisar, perspectivar e assumir o futuro do nosso concelho.
A câmara municipal de Braga, após auditoria, ficou a saber que teria que perspectivar as opções do município com uma enorme carga de responsabilidade e compromisso. A herança do partido socialista é demasiado onerosa, penhorando a capacidade de investimento dos executivos futuros. O Orçamento Municipal para 2015 é um compromisso com as próximas gerações, e de outra forma não podia ser perante a situação ruinosa em que ficaram as contas municipais.

Este é um documento que representa, uma nova actuação política, rompendo com as políticas do passado e com as megalomanias a que a gestão municipal socialista nos foi habituando. A coragem de assumir, mesmo que com algum custo político, de que o caminho trilhado pelo município é o da contenção, traduz um conhecimento profundo da situação muni- cipal e um acto de responsabilidade e respeito para com os bracarenses.

Analisando alguns dos números, que condicionam o presente e o futuro da capital do Minho, facilmente compreendemos que a fragilidade das contas municipais, com fraca capacidade de investi- mento próprio, se deve em grande parte a uma opção política socialista inquietada em concretizar obra eleitoralista e desmedida sem qualquer solidariedade geracional ou preocupação para com a sustentabilidade das contas públicas bracarenses.

O maior exemplo disso é a parceria público privada, tradicionalmente conhecida pela “construção dos campos de futebol sintéticos”, que implica uma despesa de sete milhões de euros no orçamento de 2015, sendo uma factura que irá condicionar a capacidade de investimento do Município durante mais de 20 anos. Em contas finais, a parceria representa o mesmo valor disponível para investimento no próximo ano (10 milhões) multiplicado por mais de duas décadas, ou seja, reduz em metade a capacidade de investimento municipal e no bolo global da sua despesa recolhe dos dinheiros públicos cerca de três orçamentos completos (+/-230 milhões).

Para aclarar o que influencia, na prática, a gestão ruinosa do passado, esta PPP representa o dobro do investimento disponível para as freguesias (4milhões), ou seja, não fossem estes compromissos, o investimento no território de proximidade poderia duplicar.
Para além de este saque aos cofres públicos se somarmos os valores acumulados pelos juros dos empréstimos (7milhões), muitos dos quais da construção do Estádio Municipal, temos à partida 15 por cento do orçamento comprometido por opções que não foram nem deste nem dos futuros executivos municipais.

Por outro lado, devemos estar cautelosos quanto à sombra socialista, porque não acredito que tão cedo nos deixe. Basta analisarmos os processos judiciais contra a Câmara, de expropriações, como as do monte picoto, e trabalhos a mais em diversas obras, se a Autarquia vier a ser condenada, pode entrar em incumprimento. Esta deve ser uma preocupação não só minha, nem dos meus pares, mas sim de todos, já que os processos ascendem a 20milhões e poderão implicar a perda de autonomia financeira por parte do município.

Por último, mesmo com estes encargos passados, hoje o Município sabe para onde quer caminhar e como se quer projectar no futuro. Apesar de financeiramente condicionado, terá que aproveitar ao máximo o próximo quadro comunitário para os investimentos necessários.
Eu acredito num futuro comprometido com as gerações vindouras, com o rigor e com a responsabilidade, tónica com que este executivo municipal tem trabalhado.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.