Correio do Minho

Braga, sexta-feira

Os Três Relógios, de Isaura Fenício

Pecado Original

Conta o Leitor

2010-08-13 às 06h00

Escritor

Eram três relógios, cada qual com sua função: um representava os segundos, o outro os minutos e um terceiro as horas.
O dos segundos contava o tempo a partir de 1900, o dos minutos a partir do ano 1000, por fim o das horas representava todo o tempo desde os alvores da humanidade.
Todas as noites se reuniam para conversar numa das salas do Castelo do Tempo que ficava para lá da Montanha da Memória.
-Eu já vi muito,( dizia o primeiro), vi a Primeira e Segunda Guerras Mundiais, vi o homem voar pela  primeira vez e até estava lá quando pela primeira vez a Lua foi pisada por seres humanos, quem presenciou o que eu presenciei não precisa de ver mais nada, (dizia com zombeteria).
-Pois eu, (acrescentava o segundo), também vi muitas guerras, entre a Inglaterra e a França, entre o Imperio Austro-Húngaro, vi Napoleão Bonaparte ser exilado, assisti à construção de Versalhes e do Louvre, vi as maravilhosas catedrais medievais serem edificadas, assisti in loco aos tenebrosos efeitos da Peste Negra, se lá tivessem estado.
-Vocês ainda não viram nada, (principiava o terceiro), eu vi o Homem descer das árvores e passar de símio a humano, essa é que é essa, vi quando foi inventada a roda, o fogo, o alfabeto, quando pela primeira vez foi proferida uma frase, eu estava lá.
E ficavam ali toda a noite a admirar os feitos extraordinários que cada um tinha presenciado.
(Nisto batem à porta, era uma menina de seis anos, de nome Mariana).
- Boa noite, senhores relógios, (saudou), vinha pedir um pouco de pão que lá em casa não há o que comer, (e acrescentou), vocês que viram tanta coisa, não conseguem solucionar o problema da fome nem da guerra, realmente não sei para que serve tanta experiência.
Foi-se embora levando consigo um pedaço de pão, os três relógios entreolharam-se pensativamente.
Talvez pensassem numa solução.

Deixa o teu comentário

Últimas Conta o Leitor

31 Agosto 2018

Ingratidão

30 Agosto 2018

Humanum Amare Est

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.