Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +

Plano Local de Leitura de Famalicão: Cidade Educadora, Cidade Leitora

A Árvore da Vida

Plano Local de Leitura de Famalicão:  Cidade Educadora, Cidade Leitora

Voz às Bibliotecas

2021-12-30 às 06h00

Carla Araújo Carla Araújo

Assumindo-se Vila Nova de Famalicão como uma Cidade Educadora é natural que, numa lógica de acesso plural ao conhecimento como condição fundamental para a construção e consolidação de uma sociedade livre, se possa tornar e assumir, também, como uma Cidade Leitora. Para cumprimento dessa missão, o Plano Local de Leitura de Vila Nova de Famalicão, da responsabilidade do Município de Vila Nova de Famalicão, concretizado pela Divisão de Bibliotecas e Arquivos, assume-se como um instrumento integrado e territorialmente abrangente da política de promoção do livro e da leitura que a Câmara Municipal pretende disponibilizar a todos os famalicenses.
O Plano Local de Leitura promove um conjunto de iniciativas e projetos, em articulação com diversos parceiros locais, com o objetivo de promover o acesso ao livro, à leitura, à informação e ao conhecimento, junto de todas as faixas etárias, indo, assim, ao encontro tanto do público escolar como da comunidade geral que já frequenta ou, que se pretende, passem a frequentar as bibliotecas e os arquivos do concelho. Este duplo desígnio de captação e de fidelização de público concretiza-se através do acesso democrático à informação, à cultura, ao pensamento e ao conhecimento.
O Plano Local de Leitura de Vila Nova de Famalicão integra um vasto e diversificado conjunto de programas que se assumem como instrumentos de formação da cidadania e como fonte de fruição cultural, assim como de promoção e democratização no acesso às bibliotecas e arquivos. As atividades elencadas a seguir são apenas algumas daquelas que entendo merecerem especial destaque como apresentação para o próximo ano 2022, pois muitas outras atividades são realizadas quotidianamente nas bibliotecas e arquivos de Vila Nova de Famalicão. Começo pelo projeto “ODS: juntos mudamos o mundo”, inteiramente centrado na temática dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, cujo principal objetivo é dar a conhecer à comunidade educativa e à comunidade em geral os 17 ODS, através de um conjunto de iniciativas ligadas à leitura e à escrita, bem como à partilha e reflexão de ideias. Outro evento a merecer destaque para 2022 é a 12.ª edição da “Semana da Leitura das Bibliotecas de Famalicão” através do qual a Rede de Bibliotecas de Vila Nova de Famalicão organizará, em conjunto, um programa de atividades educativas e culturais que envolverá um total de mais de 30 bibliotecas, da rede pública e da rede escolar, espalhadas por todo o concelho de Vila Nova Famalicão.
Na área formativa e de construção do pensamento crítico realizar-se-á, também, a 15.ª edição do “Encontro das Bibliotecas de Famalicão”, que pretende reunir profissionais das áreas da Educação e da Biblioteconomia e onde serão apresentadas e partilhadas as boas práticas que, a nível nacional, os municípios e agrupamentos de escolas desenvolvem na área da biblioteconomia e das ciências da informação.
No âmbito das parcerias institucionais pretende-se continuar a dinamizar dois importantes galardões culturais, em concreto o Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho e o Prémio de História Alberto Sampaio. O Grande Prémio de Ensaio Eduardo Prado Coelho, instituído em 2010, distingue anualmente uma obra de ensaio literário publicada em livro no ano anterior ao da edição. A criação deste importante galardão é resultado de um plano de promoção em torno do conhecimento e reconhecimento da personalidade de um dos mais reconhecidos ensaístas portugueses, o escritor e jornalista Eduardo Prado Coelho e concretiza-se através da parceria instituída entre a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e a Associação Portuguesa de Escritores. O Prémio de História Alberto Sampaio é, por sua vez, uma instituição conjunta dos Municípios de Vila Nova de Famalicão, Guimarães e Braga; da Sociedade Martins Sarmento, a quem compete a coordenação e a organização do prémio, e da Academia das Ciências de Lisboa, a quem compete a direção científica do mesmo. O prémio destina-se a homenagear e a manter viva a pessoa e obra de Alberto Sampaio, promovendo o desenvolvimento dos estudos científicos e a investigação nas áreas ligadas ao seu legado, em especial, nas disciplinas da História Social e Económica.
Por tudo isto, faço votos de um excelente 2022 e deixo o convite para que visitem e participem nestes, ou noutros, even- tos do município de Vila Nova de Famalicão.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho