Correio do Minho

Braga, sexta-feira

Portugal: 62 divórcios por dia é muito?!... histórico diz que não

As Bibliotecas e a cooperação em rede

Ideias

2017-11-03 às 06h00

Paulo Monteiro

Sessenta e dois casais em Portugal divorciaram-se, por dia, o ano passado em Portugal. Os números são do Instituto Nacional de Estatística e revelados esta semana.
À primeira vista os números podem chocar, tanto mais que dão uma totalidade de 22.629 divórcios em 2016. Uma percentagem elevada? Certamente que é mas registaram-se menos 984 divórcios face a 2015 e menos 4.411 relativamente a 2011.
Os dados do INE dizem-nos que o aumento de divórcios de casais residentes em território nacional que se vinha a verificar desde 2006 foi interrompido a partir de 2011, passando a uma diminuição até 2015, ano em que regista um aumento, para voltar a descer em 2016.
Um último dado: em 2016, 68,1% dos processos de divórcio deram entrada nas conservatórias do registo civil, resultando o termo do processo num divórcio “por mútuo consentimento”. Os restantes 31,9% de processos seguiram a via judicial, tendo dado entrada em tribunais de 1.ª instância: 96,3% resultaram em divórcios decretados “sem consentimento de um dos cônjuges”, 3,3% em divórcios “por mútuo consentimento” e os restantes 0,4% em divórcios “litigiosos” e em “conversão de separações para divórcios”.
Em relação ao Minho não há dados concretos. Mas os disponíveis para a zona Norte seguem as médias nacionais com descidas de 2011 a 2014, nova subida em 2015 e descida em 2016, onde se registaram 7.883 divórcios (contra 9.259 verificados em 2011).
Números que podem surpreender mas que também dão a liberdade aos casais para mudar de vida se aquela vida a dois não resulta...

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

14 Dezembro 2018

Amarelos há muitos...

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.