Correio do Minho

Braga, terça-feira

Programa 'A Empresa': Aprender a empreender

“Novo tabaco” mata 600 mil crianças por ano

Voz às Escolas

2014-12-22 às 06h00

Hortense Lopes dos Santos

O Agrupamento de Escolas Carlos Amarante está a participar este ano, pela primeira vez, no programa de educação para o empreendedorismo A EMPRESA, dirigido aos alunos do ensino secundário. No passado mês de outubro, a escola celebrou um protocolo de cooperação com a Junior Achievement Portugal, Associação dos Jovens Empreendedores de Portugal, no sentido de desenvolver os seus melhores esforços e prestar toda a colaboração na prossecução dos objetivos deste programa, patrocinado também pela Câmara Municipal de Braga.
No início do ano letivo, a coordenadora da JAP do Programa A EMPRESA, Drª Verónica Couto, deslocou-se à Escola Secundária Carlos Amarante para fazer a abertura solene do programa, apresentar os seus objetivos, delinear as linhas gerais e orientar os alunos do 11º ano do Curso Técnico Profissional de Design Industrial, na execução das várias metas a alcançar nesta ação.
Ao longo do ano letivo, os alunos, em grupos de 3 a 5 elementos, vão criar mini-empresas, com a ajuda de professores e voluntários, reunir capital, criar um produto ou um serviço e colocá-lo no mercado. No final do ano, devem liquidar a operação e pagar os dividendos aos titulares. Neste programa os alunos desenvolvem competências de trabalho em equipa, liderança, tomada de decisão, resistência ao fracasso, apresentação e comunicação oral, tornando-se mais empreendedores e dinâmicos. Por se tratar de uma aprendizagem pela prática, julgamos que este programa contribuirá para os alunos desenvolverem competências essenciais para melhor enfrentarem os desafios futuros no mercado de trabalho. Esta é também uma excelente oportunidade de ligação da escola à comunidade, aos recursos locais e ao mundo empresarial.

Agrupamento recebe bandeira eTwinning

O Serviço Nacional de Apoio (NSS) do eTwinning ofertou à sede do Agrupamento de Escolas Carlos Amarante uma bandeira do eTwinning, em virtude de ter sido atribuído o Selo Nacional de Qualidade aos projetos “Let’s flip together!”, e “Letras Galegas 2014”, desenvolvidos pelas turmas do 9ºA e do 10º PD, no ano letivo 2013/2014. Este é o reconhecimento para alunos, professores e escola pelo elevado nível das atividades desenvolvidas e a afirmação pública do compromisso da instituição com a qualidade do processo educativo e abertura a projetos colaborativos a nível europeu.

A entrega da bandeira será celebrada numa sessão solene, no dia 9 de janeiro de 2015, pelas 15 horas, com a presença da embaixadora eTwinning da Região Norte, Dra. Teresa Lacerda. A comunidade educativa fica desde já convidada a participar neste evento que tanto significado confere ao projeto educativo do agrupamento.

 Projeto Erasmus “My city in QR codes”

O projeto Erasmus + insere-se no programa de Aprendizagem ao Longo da Vida. Falar do projeto “My city in QR codes” é falar de interação com outras escolas de países europeus; é abrir as portas da nossa escola a outras realidades, a outras formas de ensinar e de fazer, de acordo com a especificidade geopolítica e histórica de cada país parceiro do projeto.

Ao longo de dois anos, Itália e Bélgica, Bruxelas e Castellammare di Stabia, respetivamente, serão parte integrante do projeto e juntos desenvolverão atividades para que os alunos descubram as semelhanças e as diferenças do que é ser Europeu em Portugal, na Bélgica e em Itália.

A ideia do projeto surgiu com o intuito de dar a conhecer à comunidade educativa o patrono que dá nome à nossa escola “Carlos Amarante”. Através da elaboração criativa de vídeos, os alunos do 9º, 10º e 11º ano irão explorar a obra da autoria do arquiteto Carlos Amarante na cidade de Braga, com destaque para o santuário do Bom Jesus do Monte. Seguir-se-á a fase da tradução em Língua Gestual Portuguesa, Francês, Inglês, Espanhol e, por fim, a conversão desses mesmos vídeos em código QR. Pretende-se, assim, divulgar a um máximo de pessoas estes vídeos, dada a ampla generalização dos leitores QR nos smartphones e tablets.

Simultaneamente ao processo de feitura dos diferentes vídeos, haverá um intercâmbio entre alunos da nossa escola e as escolas parceiras em Bruxelas e em Castellammare di Stabia. Estes momentos poderão ser marcantes para os nossos alunos na medida em que desenvolverão um leque de competências multiculturais e permitir-lhes-á ver as semelhanças e as diferenças da nossa herança cultural europeia.

Em novembro decorreu, em Castellammare di Stabia, uma primeira reunião internacional em que os docentes dos vários países se conheceram e traçaram planos para dar início ao projeto. Em fevereiro será a vez da Escola Carlos Amarante ser anfitriã e de mostrar toda a riqueza arquitetónica, gastronómica e cultural de Braga.
Aos responsáveis e participantes nestes projetos os nossos agradecimentos; a todos um Santo Natal.


- Com a colaboração dos responsáveis dos projetos e programas em que o AECA se encontra envolvido

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

12 Novembro 2018

Realidade Complexa

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.