Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Programa municipal+Leitura+Conhecimento / Programa municipal+Memória+Conhecimento

Um ano em que a Europa respirou cultura

Voz às Bibliotecas

2018-09-13 às 06h00

Carla Araújo

No arranque de mais um ano letivo, aproveito a ocasião desta minha crónica para dar a conhecer mais amplamente os projetos dos serviços educativos e culturais da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco e do Arquivo Municipal Alberto Sampaio, de Vila Nova de Famalicão, para o ano letivo 2018/2019.
O Programa Municipal +Leitura+Conhecimento, da responsabilidade do Município de Vila Nova de Famalicão, concretizado através da Rede Municipal de Leitura Pública, e o Programa Municipal +Memória+Conhecimento, da responsabilidade do Município de Vila Nova de Famalicão, concretizado através do Arquivo Municipal Alberto Sampaio, apresentam-se como um instrumento integrado e territorialmente abrangente da política de acesso e de promoção da leitura e do conhecimento que a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão pretende disponibilizar a todos os famalicenses.

O Programa Municipal +Leitura+Conhecimento, dedicado à área das bibliotecas, e o Programa +Memória+Conhecimento, dedicado à área dos arquivos, pretendem promover um conjunto de iniciativas e eventos, em articulação com as escolas, instituições de caráter social e a comunidade em geral, com o objetivo de promover o livro e os hábitos de leitura junto de todas as faixas etárias, indo, assim, ao encontro tanto do público escolar como da comunidade geral que já frequenta ou, que se pretende, passem a frequentar as bibliotecas e o arquivo do concelho.

Este duplo desígnio de captação de público e de fidelização de público concretiza-se, assim, através do acesso democrático à informação, à cultura, ao pensamento e ao conhecimento.
O Programa Municipal +Leitura+Conhecimento e o Programa Municipal +Memória+Conhecimento integram a realização de um vasto e diversificado conjunto de atividades que têm por objetivos:
Promover o livro e os hábitos de leitura junto de todas as faixas etárias, como instrumentos de formação da cidadania e como fonte de conhecimento e de prazer;
Promover e ampliar o acesso ao livro, à leitura e às bibliotecas do concelho de Vila Nova de Famalicão;
Descentralizar no território famalicenses as ações de promoção da leitura;
Garantir a dinamização de uma rede de bibliotecas no município de Vila Nova de Famalicão;
Promover o Arquivo Municipal como espaço de acesso e fruição do conhecimento;
Estimular o reconhecimento e a valorização do património arquivístico do município de Vila Nova de Famalicão.

Os planos de ação dos Programas Municipais +Leitura+Conhecimento e +Memória+Conhecimento são compostos por um conjunto de ações que podem ser consideradas de oferta fixa e/ou recorrente, e que por isso se realizam e repetem ao longo de todo o ano, e também por um outro conjunto de ações mais específicas, que congregam projetos continuados e eventos de realização anual. Da globalidade de propostas, destacam-se os projetos a seguir, que se serão novidade para o próximo ano letivo. O Projecto Livros e Leituras na Minha Freguesia que, numa clara lógica de proximidade, pretende assumir-se como um complemento à Rede Municipal de Leitura Pública de Vila Nova de Famalicão. Assumindo-se como potenciador de uma crescente descentralização dos espaços de leitura e como gerador de um novo tipo de público, este projeto será dinamizado nas freguesias, e pelas freguesias, num verdadeiro envolvimento com os diferentes agentes culturais e associativos de cada comunidade.

O Projecto +Leitura+Digital pelo qual a Biblioteca Municipal decide apostar na inovação e nas tecnologias digitais ao dispor da literatura e com o principal propósito e ambição de trazer a literatura digital ao quotidiano dos leitores famalicenses. Este projeto contará, numa primeira abordagem, com a criação de espaço próprio e exclusivo dedicado à leitura digital, bem como, com a realização e dinamização de um conjunto de ações dirigidas aos vários públicos do concelho.
O duplo objetivo deste projeto é o de promover a literatura digital, assumindo-a como fator de desenvolvimento e de construção do leitor futuro, e de impulsionar o recurso à literatura digital como forma de a valorizar e reconhecer como género literário.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Bibliotecas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.