Correio do Minho

Braga,

- +

Projeto Pessoal de Vida e Progresso para o Caminho

Os passos seguros de Pedro Nuno Santos

Projeto Pessoal de Vida e Progresso para o Caminho

Escreve quem sabe

2023-01-20 às 06h00

Carlos Alberto Pereira Carlos Alberto Pereira

O Projeto pessoal de vida e progresso para o Caminho, deverá ter em atenção os seguintes parâmetros:
- A mística e valores propostos;
- Fins do Caminheirismo
- Progresso sugerido no sistema de progresso;
- Desenvolvimento de qualidades:
- técnicas
- físicas
- morais
- sociais
- intelectuais
- profissionais
- espirituais

Este projeto, poderá ser revisto no fim de uma Caminhada, de uma etapa de progresso ou de um determinado momento do caminho, sempre por iniciativa do jovem adulto. Este projeto pessoal de vida e progresso para o caminho, deverá ser o elemento mais importante de referência, medida para o jovem adulto que vai trilhar uma nova fase da sua vida.
O Caminheiro é um jovem adulto a quem o Escutismo ajuda a definir com verdade, clareza e rigor toda a sua personalidade de futuro homem, com base na Pedagogia Escutista.
Como todos nós, o Caminheiro é um jovem com horizontes mais vastos, apresentando-se à sua comunidade e ao mundo como um Modelo de uma forma nova de existência.
A mística do caminheirismo, com os seus valores, irá ajudar a formar um tipo de homem novo, que se pretende lançar na vida, que seja capaz de vivê-la, olhá-la e interpretá-la de uma forma nova e com uma nova mentalidade.
As qualidades que iremos apontar como características de um bom caminheiro, não serão autênticas senão na medida em que o que procura possuí-las as realize tão simplesmente e com tal normalidade que estas sejam tão naturais como respirar.

O ser Bom, o fazer o bem, o viver para ser útil e servir, deverá ser o hábito que deve ficar do caminheirismo, marcando um carácter e uma personalidade tão boa como natural.
Em face do que foi dito, o jovem adulto deve elaborar o seu projeto pessoal de forma a referenciar toda a sua caminhada, sendo o seu compromisso de atuação ao longo do caminho.
Este projeto deve ser elaborado de forma a proporcionar o enriquecimento e o desenvolvimento de determinadas qualidades, o respeito pelos valores propostos na mística, a progressão sugerida no sistema de progresso e os fins do Caminheirismo.

Simplesmente, como referência, vamos apontar alguns itens sobres as qualidades atrás focadas:

- QUALIDADES TÉCNICAS - O caminheiro deve aprender, adquirir e desenvolver um conjunto de qualidades e competências técnicas que façam dele um homem atuante, eficaz, útil e equilibrado.
- QUALIDADES FÍSICAS - O caminheiro deve saber manter-se em boa forma física, no equilíbrio de todas as suas forças, na educação de todos os instintos, numa preocupação justa pela saúde e pela do próximo, proporcionando uma vida sã, corrigindo deficiências, para um melhor equilíbrio da sua pessoa.
- QUALIDADES MORAIS - Em toda a sua maneira de ser e agir, o caminheiro reflete o seu bom espírito escutista, com nítida observação dos Princípios, da Lei e da Promessa.
- QUALIDADES SOCIAIS - O caminheiro procura vencer a cada instante o seu egoísmo, o perigo do seu orgulho individual e sobretudo os seus preconceitos; toma interesse por tudo o que o cerca e torna-se um elemento de colaboração e cooperação intensa no meio.
- QUALIDADES INTELECTUAIS - O caminheiro prossegue sempre num esforço sério de enriquecer cada vez mais a sua inteligência com novos valores e úteis conhecimentos, aplicando-os de forma filantrópica.
- QUALIDADES PROFISSIONAIS - O caminheiro sabe que deve escolher uma profissão, o mais conforme com as suas aptidões e realizá-la com a melhor competência que lhe for possível.
- QUALIDADES ESPIRITUAIS - O caminheiro deve conhecer a sua Fé deve aprofundá-la, vivê-la e testemunhá-la. O caminheiro é um filho de Deus que procura, em tudo, conformar a sua vida com a de Jesus Cristo que é Modelo perfeito e único. Deve ser um fiel obreiro no reino de Deus e trabalhar pela sua dilatação e intensificação.
Este projeto pessoal de vida e progresso deve ser elaborado antes do Compromisso e reajustado sempre que tal seja necessário. Deve ser guardado pelo próprio caminheiro, que o discutirá, sempre que oportuno, com o seu Chefe de Clã. É um documento pessoal, e como tal, não pertence nem ao Clã nem a qualquer equipa.

Nota:
Este texto está em itálico porque é uma citação da Proposta Educativa da IV Secção, do Corpo Nacional de Escutas, 1991, (Depósito Legal 40.192/91), sendo o primeiro texto definidor do PPV, e ter sido o resulta de uma experimentação e debate nacional durante dois anos escutistas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho