Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

Razões de um apoio

Convertidas – A Solenidade do Mês de Maria (1913)

Razões de um apoio

Ideias Políticas

2019-12-17 às 06h00

Hugo Soares Hugo Soares

Caro leitor, não me leve a mal que hoje aqui exponha as razões de um apoio: convicto e firme.
O PSD atravessa um momento crucial para a sua afirmação futura.
Será alternativa reformista e de governo como foi com Cavaco Silva e Passos Coelho, ou permitirá a hegemonia política do PS?
A escolha para a qual hoje somos interpelados no PSD é também uma escolha pessoal.
Em Braga, quando muitos em 2003 duvidavam, arrisquei e a esta distância creio que tinha razão quando me coloquei ao lado de Ricardo Rio. Hoje, também para a liderança nacional do PSD volto a arriscar.
Apoio de forma incondicional um amigo. Mas apoio, sobretudo, um homem com qualidades humanas de seriedade, coragem e frontalidade muito vincadas e que junta uma capacidade política e técnica invulgares. Apoio o Luís Montenegro para líder do PSD e para Primeiro-Ministro de Portugal.

O PSD não está bem. Podemos divergir nas causas, mas todos sabemos que o partido não está bem. Está desavindo. Está amorfo. Está sem capacidade de combate político ao socialismo que nos desgoverna. E teve, quer nas eleições europeias quer nas eleições legislativas, os piores resultados dos últimos 35 anos.
É tempo de voltarmos a ser alternativa para Portugal. Mas é sobretudo tempo de voltamos a transformar Portugal, como fizemos com Cavaco Silva e com Pedro Passos Coelho.
Como sabem, não sou daqueles que se limita a dizer que não se conforma. Sou dos que age quando não me conformo. Sou dos que arrisco, porque me movo por convicções.

Foi com vontade de honrar a minha secção e com a convicção de sempre que tive o imenso privilégio de ser líder nacional da JSD. Foi assim na Assembleia da República onde os meus colegas deputados me elegeram como o Líder Parlamentar mais novo de sempre do PSD. E foi assim também no contributo que dei, por certo humilde, mas empenhado para a vitória do PSD na Câmara Municipal de Braga e nas muitas freguesias do concelho.
Repito aquilo que sempre digo e que os me conhecem melhor podem atestar: não preciso da política para viver. Tenho uma vida profissional muito estável e, graças a Deus, uma família feliz. Mas não escondo: onde me sinto verdadeiramente realizado é a contribuir e envolver-me na atividade política. Sou político e tenho muito orgulho nisso. Não tenho vergonha de ser do nosso PSD! Estive com entusiamo como Deputado. E fui orgulhosamente vereador ao lado de Ricardo Rio, na oposição, com 21 anos.

E garanto-vos: a política não é o posto, é o serviço! A derradeira confusão que comete quem anda nesta vida é confundir um palco com uma vocação.
Quis recordar tudo isto, porque o momento que o PSD vive é demasiado importante para deixar de lhe dizer: perante uma nova batalha política, não poderia ficar de fora. Não poderia e não posso fugir ao combate num dos momentos mais decisivos para o futuro do PSD. E não o poderia fazer quando na eleição está um candidato com a qualidade, a competência e o currículo que tem Luís Montenegro. O único em quem revejo as características imprescindíveis para ser líder do PSD. O único com a medida certa de coragem política, solidez ideológica e uma profunda convicção no PSD e no projeto político a apresentar ao País. E, mais do que tudo isso, é meu amigo.
Hoje, contudo, não lhe faço nenhum favor de amizade ao apoiá-lo e ao assumir a qualidade de mandatário concelhio da sua candidatura. Pelo contrário, é com extraordinário orgulho e sentido de missão que estarei no terreno, olhos nos olhos com os militantes de Braga, para apelar incondicionalmente ao voto no próximo presidente do PSD.
Digo-o sem amarras ou condições. Voto Luís Montenegro. Hoje, olhos nos olhos com a militância. Amanhã, olhos nos olhos com os portugueses para levar o PSD ao governo do País.

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias Políticas

26 Maio 2020

Essenciais

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho