Correio do Minho

Braga, sexta-feira

Recuperar a cultura minhota!

Amarelos há muitos...

Voz às Escolas

2012-04-02 às 06h00

Maria da Graça Moura

A cidade de Braga é das mais antigas cidades portuguesas e uma das cidades cristãs mais antigas do mundo. Fundada no tempo dos romanos como Bracara Augusta, tem mais de 2000 anos de história. É uma cidade cheia de cultura onde as tradições vivem lado a lado com a indústria tecnológica e a vida boémia universitária. Conhecida como a 'Cidade dos Arcebispos' ou a 'Roma Portuguesa', Braga é atualmente o centro do Minho, para onde convergem todas as estradas.

Fica a pouca distância do Porto, do extremo norte do Minho e da fronteira espanhola. É o ponto obrigatório de passagem para visita ao Parque Nacional da Peneda-Gerês. Braga é o centro para os turistas que visitam o Minho, região com uma densa vegetação, de pequenos campos de milharais e vinhas, de grandes serras de granito, rasgadas por rios de encanto onde se destaca uma vasta gastronomia, de leves e acídulos vinhos e do artesanato, que mistura o brilho da filigrana com a cor dos bordados da região.

O galo de Barcelos funciona como imagem principal dos cartazes turísticos que promovem o Portugal do folclore, das tradições, das paisagens verdes, do sol e praia e da hospitalidade das suas gentes.

Perante tanta riqueza, um grupo de professores da escola André Soares decidiu aceitar um desafio proposto e concorrer ao PRÉMIO ESCOLA NA EUROPA.

Concorrer a este projeto foi uma motivação trabalhada no seio do departamento de expressões, onde um grupo de professores e alunos decidiram conceber e realizar um grande galo, por ser uma figura identitária da nossa região.

Graças à lenda do galo de Barcelos, é impossível visitar Portugal sem levar aqueles galinhos como “souvenir” representativo da cerâmica de caráter inconfundível.

A figura de barro é garrida e colorida, multifacetada no porte e nas formas, testemunha do Portugal das diferenças culturais e da variedade etnográfica, mas uno como nação com uma história e herança culturais das mais significantes da Europa.

A imagem do galo surge, hoje, associada a um Portugal moderno, empenhado na sua universalização, enquanto destino turístico, e assume-se como símbolo de identidade nacional, ultrapassando as fronteiras do concelho que lhe deu o nome.

Mas o galo não é só, genuinamente, símbolo nacional. Ele é o rei da capoeira e o protagonista de muitos enredos literários e artísticos.

A cultura tradicional portuguesa, nomeadamente a literatura infanto-juvenil contemporânea, está cheia de lendas, contos, histórias, adivinhas, provérbios sobre galos e galinhas e existe uma vasta documentação iconográfica, desde brinquedos ou artefactos da tradição popular: pintura, escultura, fotografia, imagens publicitárias ou projetos conceptuais.

Neste trabalho sobressai o galo e a galinha como formas animadas, seguidas dos pintainhos interpretados por alunos com chapéus feitos em sala de aula.

Organizamos um desfile que integrou uma performance artística, no centro de Braga, composta pelo galo, galinha, pintainhos e marionetes sob a forma de animais da capoeira.
Esta performance de rua aconteceu no âmbito da CEJ 2012, que apelou à participação das escolas para sensibilizar, entre outras, para a necessidade de revitalizar o campo e a capoeira, recuperar a cultura minhota e a criação da pecuária como forma de subsistência familiar e perceber a importância da agricultura biológica e das hortas caseiras.

O resultado foi muito além das expectativas, pelo impacto que teve no seio da escola e junto da comunidade que se envolveu no espírito da iniciativa!

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.