Correio do Minho

Braga, sábado

- +

Reforço da rede de recolha seletiva

Assim-assim, ou assim, sim?

Reforço da rede de recolha seletiva

Ideias

2019-01-23 às 06h00

Pedro Machado Pedro Machado

Para nosso regozijo, a Braval recebeu esta semana duas novas viaturas para recolha seletiva de embalagens, equipadas com grua e caixa compactadora, no âmbito da sua candidatura “Otimização e Reforço da Rede de Recolha Seletiva e da Gestão de Resíduos ao Nível da Produção e Reciclagem da Braval”, com vista ao cumprimento dos objetivos definidos no seu Plano de Ação 2016-2020.
Trata-se de um investimento de 292.000 euros, financiado pelo POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos), através do Portugal 2020 e do Fundo de Coesão da União Europeia.
A candidatura contempla um investimento global de cerca de 4,5 milhões de euros que, até 2020, pretende reforçar a recolha da Braval, nos municípios de Amares, Braga, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde, com vista ao atingimento das metas de recolha seletiva, previstas no PERSU 2020 (Plano Estratégico de Resíduos Sólidos Urbanos).
A candidatura apresentada pela Braval ao Portugal 2020, no valor global: 4,5 milhões de euros, distribuídos por 3 anos, prevê o reforço da recolha seletiva multimaterial através da:
- Aquisição e instalação de 150 ecopontos subterrâneos e 200 ecopontos de superfície;
- Reforço da recolha seletiva de OAU (óleos alimentares usados) através da aquisição de 100 óleões de superfície para colocação na via pública;
- Aquisição de mais uma viatura para recolha seletiva multimaterial, equipadas com grua e caixa compactadora;
- Reformulação do sistema de triagem multimaterial instalado na BRAVAL (dotado de apenas uma linha para as frações papel/cartão e plástico/metal), através da adaptação da Unidade de Tratamento Mecânico para triagem da fração amarela (plástico/metal) do ecoponto, aproveitando o avultado investimento feito no sistema de separação ótica, e reconversão da atual Estação de Triagem para separação única da fração azul (papel/cartão);
- Sistema de gestão de frota e do nível de enchimento e recolha;
- Campanhas de sensibilização ambiental, junto dos vários públicos-alvo.
Este projeto é fundamental para o aumento da recolha seletiva de resíduos, no entanto, esta questão depende diretamente da alteração de comportamento e colaboração das populações atingidas.
Os últimos dados indicam que estamos no bom caminho mas é fundamental continuar a apostar na recolha seletiva e na sensibilização ambiental da comunidade para a necessidade de separar os resíduos.
A Braval congratula-se pelo contributo dado pelos habitantes de Amares, Braga, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde e pelo reconhecer do esforço que tem vindo a desenvolver. Mas há ainda muito a fazer para atingirmos as metas impostas pelo PERSU 2020 (Plano Estratégico dos Resíduos Sólidos Urbanos), através do qual, na área da Braval, terão de ser enviados para reciclagem, em 2020, 53kg de resíduos por habitante. Caso estas metas não sejam atingidas, os sistemas serão penalizados financeiramente, o que se irá refletir nas tarifas a pagar pelos munícipes.
Como costumo referir, fizemos muito em pouco tempo, na recolha seletiva, cerca de 16 anos, mas falta fazer muito mais: utilizar corretamente os ecopontos, colocar as embalagens corretamente nos ecopontos e, acima de tudo, massificar a sensibilização e educação ambiental!
Ajude-nos, ajudando-se!

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.