Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +

Restauração: não custa pedir o recibo

Uh Uh, os meus óculos de Sol- Novas regras balneares durante a pandemia

Restauração: não custa pedir o recibo

Ideias

2019-12-20 às 06h00

Paulo Monteiro Paulo Monteiro

Todos sabemos que as despesas efectuadas na restauração podem ser deduzidas no IRS. Mas também é verdade que muitos de nós não se dão ao trabalho de pedir a respectiva factura/recibo no restaurante já que a dedução quase não vale nada.
Mas não é verdade. Vale e pode valer muito mais. E vale por duas razões: a primeira é que no acumulado até pode dar para o Estado ‘lhe oferecer’ mais uma refeição e, por outro lado, quantos mais impostos forem pagos, mais hipóteses há de um dia baixarem. Não acha? Aliás, é esta lógica que prevalece em muitos países da União Europeia. Agora como a maior parte das pessoas não pede os recibos e como, também, em muitos restaurantes há a prática de não passar recibos... nunca conseguimos lá chegar. E é bem verdade. Na restauração há de tudo. Mas há muitos e bons restaurantes que o passar o recibo é muito complicado. E recorde-se a ‘guerra’ que fizeram por causa do IVA...

Falo aqui dos restaurantes como podia falar de outras áreas onde pedir recibo também não custa, como o caso, por exemplo, dos barbeiros ou cabeleireiros.
E falo hoje em restaurantes porque tudo isto tem a ver com uma simples história que se passou estes dias: num pequeno restaurante, pedi a conta, o empregado lá veio com a esferográfica e debitou a soma em cima da mesa, na toalha de papel. Pedi o recibo. Resposta: “tivesse pedido antes de eu fazer a conta”...
Parece anedota? Pois parece, mas é verdade.
Merece mais comentários?
Está tudo dito. Tenha um bom fim-de-semana!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

02 Junho 2020

O PS e as presidenciais

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho