Correio do Minho

Braga,

Saber Poupar

O nível de vida português pode ser ultrapassado pelos países do leste europeu

Escreve quem sabe

2014-03-29 às 06h00

Fernando Viana

Acrise que se instalou por toda a Europa levou muitas pessoas a perderem os seus empregos, a reduzirem significativamente os seus hábitos de consumo, a disciplinarem os seus gastos e a criarem estratégias para poupar dinheiro. E apesar da elevada insatisfação relativamente às medidas políticas e económicas implementadas pelo Governo, e das grandes dificuldades financeiras decorrentes das reduções salariais e do aumento de impostos, a verdade é que as poupanças dos Portugueses aumentaram.

E este aumento deve-se, entre outras razões, à perceção de que é necessário ter um pé-de-meia para qualquer eventualidade e ao fato de só nos períodos de “vacas magras” é que nos preocupamos em controlar os custos.

Mas, como é que vivendo com salários ou pensões cada vez mais pequenos, ou seja, com cada vez menos dinheiro disponível, conseguimos poupar mais do que quando tinhamos salários mais recheados?

Cada pessoa deve desenvolver a sua própria estratégia dentro das suas possibilidades, dos seus conhecimentos, das suas necessidades. Mas para criarmos o hábito de poupar é necessário, em primeiro lugar, que cada pessoa ou família elabore um Orçamento Familiar. Se procurar na internet vai encontrar um elevado número de exemplos de orçamentos, mais ou menos simples e fáceis de utilizar, os quais pode usar de imediato.

O importante é que efetue o seu orçamento da forma o mais rigorosa possível. Nele devem constar de um lado os rendimentos disponíveis (salários, pensões, abonos ou outros rendimentos) e do outro lado todas as despesas mensais, começando obviamente por aquelas que são essenciais e que se repetem mensalmente. É o caso das prestações dos créditos, das despesas com gás, água e eletricidade e afins. Este tipo de despesas é essencial e não temos possibilidade de adiar os seus pagamentos. Como tal, não podemos esquecê-las.

Com um orçamento elaborado de forma rigorosa, vamos facilmente perceber onde estamos a gastar o nosso dinheiro, como o estamos a gastar e, principalmente, como e quanto podemos poupar. Depois é só deitar mãos-à-obra e começar.

Mas como poupar e reduzir custos naquilo que é essencial? Se voltar a efetuar uma pesquisa através da Internet sobre dicas de poupança, surgem um sem número de ideias sobre como poupar nos mais variados tipos de despesas. Das compras de supermercado às contas da luz, da conta da água ao combustível, muitas são as dicas que quando postas em pratica vão certamente produzir benefícios financeiros muito interessantes. E, no final do ano, feita a análise global, vamos ver que o que conseguimos poupar.

Existem várias formas de poupar e, com o tempo e conforme as possibilidades, cada pessoa acaba por definir a sua própria estratégia.
Criar uma poupança exige disciplina, rigor e força de vontade. Mas, se der mos continuidade ao orçamento familiar, toda esta determinação e esforço serão recompensados.

Efetuar uma poupança é imprescindível nos dias de hoje. Ter um fundo de maneio para poder satisfazer as nossas necessidades, para fazer face a um imprevisto, apoiar os estudos dos filhos, até a abertura de um negócio próprio ou simplesmente como forma de garantir o futuro, é cada vez mais importante, principalmente numa época em que o acesso ao crédito é mais restrito e deve ser muito bem ponderado.

E se precisar de aconselhamento financeiro para determinar qual a melhor forma de gerir e investir as suas poupanças contacte-nos. Prestamos-lhe informação de qualidade, de forma gratuita, isenta e confidencial.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.