Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +

Saúde: dados que preocupam

A saia comprida

Saúde: dados que preocupam

Ideias

2018-10-12 às 06h00

Paulo Monteiro Paulo Monteiro

A saúde não é prioridade para o Governo. Quem o diz é a maioria dos portugueses. Este é o dado mais importante saído de um inquérito feito a mais de 600 portugueses, adultos, no âmbito do projecto ‘3F - Financiamento, Fórmula para o Futuro’, apresentado pela Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares e apoiado por empresas da indústria farmacêutica e das tecnologias em saúde.

Segundo o inquérito ontem divulgado, três em cada quatro portugueses consideram que a saúde não é uma prioridade para o Governo, destacando a falta de profissionais de saúde, as demoras no atendimento e a pouca preocupação com os utentes, como principais factores para esta nota negativa. Nos dados ontem revelados pela Lusa, os inquiridos criticam sobretudo o tempo de espera para cirurgias e para primeiras consultas, sendo que os portugueses que moram no interior são mais críticos do acesso ao Serviço Nacional de Saúde do que os que vivem no litoral.

Na sua última visita ao hospital, quase nove em cada 10 inquiridos recorreram ao serviço público, mas quase 30% diz que escolheu uma unidade do Serviço Nacional de Saúde por ser mais barato do que o privado, Aliás, os inquiridos caracterizam os hospitais privados como mais rápidos e com melhor atendimento e avaliam-nos melhor em vários critérios. Contudo, na competência e conhecimentos dos profissionais de saúde a diferença entre público e privado é quase nula. Dados que não nos surpreendem e que dão razão a quem continua a dizer que a saúde em Portugal anda doente e que precisa de soluções urgentes...

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho