Correio do Minho

Braga,

- +

Semana Europeia da Mobilidade: incentivo para uma Europa mais eco-friendly

Perdidos e achados

Semana Europeia da Mobilidade: incentivo para uma Europa mais eco-friendly

Ideias

2019-09-19 às 06h00

Alzira Costa Alzira Costa

Durante esta semana (de 16 a 22 de setembro) vários municípios e entidades públicas promovem iniciativas de natureza diversificada direcionadas para a promoção de práticas de mobilidade, integradas na campanha de sensibilização “European Mobility Week” - Semana Europeia da Mobilidade – uma campanha promovida pela Comissão Europeia (Comissão).
Esta “campanha” emblemática teve início em 2002 (logo após o grande sucesso do “Dia Europeu sem Carros”), e desde então é organizada anualmente não só com o propósito de consciencializar os cidadãos europeus para as vantagens da melhoria das condições de mobilidade urbana, na qualidade de vida dos cidadãos, das cidades, do ambiente e respetiva saúde pública, mas também para distinguir cidades/municípios na promoção de políticas, iniciativas e boas práticas de mobilidade que tenham sido implementadas e propulsoras de uma melhoria de mobilidade urbana.
Apesar de ser uma iniciativa europeia, a Semana Europeia da Mobilidade está aberta a possíveis interessados ao redor do mundo. Assim sendo, a Semana Europeia da Mobilidade conta com iniciativas de cerca de 3000 cidades/municípios de mais de 50 países (entre os quais se inclui a participação de cidades/municípios da Índia, Coreia do Sul, Turquia, Colômbia, entre outros), e ainda de mais de 2500 ações de mobilidade provenientes de Organizações Não Governamentais, Associações Civis e outras entidades públicas.
Em termos europeus, Portugal é um dos países que conta com uma grande adesão a esta iniciativa (mais de 100 iniciativas – o dobro das iniciativas, em comparação com o ano anterior), tendo a região do Minho acompanhado a tendência nacional e apresentar-se como uma das regiões que respondeu positivamente ao apelo da Comissão. Referir que estão a ser desenvolvidas diversas iniciativas lúdicas e sensibilizadoras em Braga, Guimarães, Viana do Castelo, Barcelos, Fafe, Vila Nova de Famalicão e Vila Nova de Cerveira.
Convém referir ainda que esta “campanha” pretende também realçar os projetos de mobilidade mais relevantes no que diz respeito à sustentabilidade e inovação nas suas respetivas urbes. Para tal, foi criado um prémio para servir de incentivo aos municípios no momento da criação de projetos que revertam a degradação da qualidade do ar e os vários problemas ambientais que afetam as cidades europeias. No ano passado, Lisboa foi o município galardoado com o prémio da Semana Europeia da Mobilidade para grandes cidades, pelo seu “empenho na promoção do ambiente e da mobilidade sustentável”. Referir que a pequena cidade alemã, Lindau, recebeu o prémio da Semana Europeia da Mobilidade para pequenas cidades, numa final que derrotou a cidade portuguesa de Oliveira do Bairro (Aveiro). Vamos ver o que vai acontecer este ano? Quem irá receber este prémio?
Ao promover a Semana Europeia da Mobilidade, a Comissão coloca o foco nos cidadãos, a partir de uma consciencialização pela adoção de transportes públicos ou de outras formas de deslocação, como caminhar ou fomentar o uso da bicicleta ou trotinetas eletrónicas. Todas estas campanhas são importantes para que a Europa inverta a tendência de subida dos índices de poluição que tem assolado gravemente o nosso planeta nas últimas décadas. No Acordo de Paris, vários países deixaram a sua intenção em conseguir eliminar cerca de 80 a 95% das suas emissões até 2050, mas, de acordo com os investigadores, 2050 poderá ser tarde demais. Os próprios afirmam que estas medidas devem ser antecipadas até ao ano de 2030 – data que os próprios investigadores afirmam como ser uma data de não-retorno ambiental.
Deste modo, tornar a Europa num continente com baixos índices de emissões de carbono, melhorar a qualidade do ar nas principais cidades europeias, assim como adaptar a sociedade e a economia europeia para este modo de vida mais ecológico e sustentável, apresentam-se como desafios estruturais e urgentes, que devem ser encarados não só por toda a administração europeia e nacional, mas também para todos os cidadãos europeus. Por essa razão, desafiamos o leitor a acompanhar de perto esta e outras ações de sensibilização que ocorrem durante todo o ano para que entenda a importância da preservação do nosso meio-ambiente e para que fique consciente das reais implicações dos nossos atos no futuro das próximas gerações. Todos nós temos um papel importante a desempenhar nesta causa e todos nós devemos contribuir para uma sociedade mais dinâmica e proactiva na área ambiental.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.