Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +

Setembro de 2021... Nova Esperança, Novos Desafios, Novos Projetos!

Não somos um Rio

Setembro de 2021...  Nova Esperança, Novos Desafios, Novos Projetos!

Voz às Escolas

2021-09-08 às 06h00

Flora Monteiro Flora Monteiro

ANova Esperança que o ano de 2021/2022 traz é a de um verdadeiro Recomeço, de um retorno à normalidade, ainda que adaptada. Continuaremos mascarados, quase como um adereço normal, mas com a necessidade de estarmos juntos, presencialmente. E todos estão a trabalhar para preparar essa recuperação das aprendizagens, da socialização, do equilíbrio emocional e afetivo, em que nenhum aluno pode ficar para trás, ajudando no combate à desigualdade social. E nenhum professor, ou assistente, poderá ficar desamparado ou isolado, após este vazio que inundou algumas vidas, nos últimos anos.
A maioria da comunidade educativa está de coração aberto e disponível para construir pontes e colaborar socialmente e, de modo construtivo, realizar a Esperança. Por maiores que possam ser as contrariedades à nossa volta e neste contexto em que ainda vivemos, a atitude de fazer a diferença depende de cada um de nós!
É fundamental que Nós, Professores, acreditemos no papel crucial que possuímos na construção da ordem de cada Aluno… na sua personalidade, na sua integridade, na sua identidade, na sua estória, no seu projeto de vida, no seu futuro.
Podemos e devemos fazer a diferença na vida de cada um dos nossos Alunos, ajudá-los a ser bons Estudantes e excelentes Pessoas. Porque, como diz Joaquim Azevedo “educar é desenvolver, desfazer lentamente o novelo que cada um de nós é,
desenvolver para poder vir a ser, a conhecer, a fazer, a viver com os outros.”.
Para o autor, só uma prioridade se impõe. “A ética do cuidar, do cuidar de cada um como se fosse único e divino, do cuidar sustentado na crença de que cada ser humano aprende e aprende ao longo de toda a vida. Assim saibamos nós cuidar de cada uma e de cada um, não deixando ninguém pelo caminho.".
Os Novos Desafios, na minha opinião situam-se em duas vertentes que têm que estar interligadas, como duas faces da mesma moeda. Em primeiro lugar, é o ano de trabalhar as emoções, a socialização, a afetividade. Não poderemos dissociar o pensar e o aprender, do sentir e do cuidar. A aprendizagem será, também, do trabalho ao nível das emoções. António Nóvoa faz este alerta: “é absolutamente essencial para a escola do futuro ter as dimensões cognitivas e de empatia, de curar, cuidar, tratar.”.
O segundo desafio é saber trabalhar em parcerias de grupos, de departamentos, de equipas, fazendo a ligação sinergética entre todos os trabalhos que temos. Este ano as prioridades terão de passar por cumprir um Plano 21/23 recorrendo a todos os materiais que estão em cima da mesa, como o Plano de Capacitação Tecnológica, as atividades ao nível da Leitura e da Escrita em estreita colaboração com as Bibliotecas Escolares, a concretização do Projeto MAIA e a consistência dada nos temas a abordar na componente da Cidadania, tão fundamental nos dias de hoje.
Os Novos Projetos vão ao encontro desta Escola que terá de ser exigente, mas cada vez mais humanizada e preparada para dar respostas de cariz social e psicológico. Vamos avançar com um projeto do Serviço de Psicologia, em colaboração com a Equipa de Cidadania e outras estruturas do Agrupamento e da comunidade. Este projeto assenta naquilo que é mais caro à nossa escola, plasmado no Projeto Educativo, que é o sentimento humanista. Queremos formar cidadãos humanistas, tolerantes, solidários e conscientes de que uma boa aprendizagem é essencial para se ser um cidadão de pleno direito. O sentido de responsabilidade, do esforço, de resiliência, a capacidade de resolver/ultrapassar problemas, de saber comunicar são essenciais na vida de todos nós.
Este projeto tem duas vertentes que visam a prevenção de situações de risco, a prevenção de situações de abandono escolar/absentismo escolar e a mediação da relação escola-família, através do desenvolvimento de programas de competências pessoais e sociais com os alunos e Encarregados de Educação, da promoção de relações de cooperação/articulação entre vários intervenientes da comunidade educativa e da dinamização de ações de capacitação/sensibilização sobre diversas temáticas dirigidas a toda a comunidade escolar (pais, alunos, assistentes operacionais...)
A vertente “Conta Comigo”, é um projeto de apadrinhamento/mentoria dos alunos do 5º ano pelos do 7º ano, a iniciar já em setembro, estendendo-se aos restantes anos de escolaridade, numa fase posterior, mas ainda este ano letivo. Pretende-se criar um projeto de mentorias entre alunos de ciclos diferentes, com o intuito de criar/estimular relações interpessoais e de entreajuda, desenvolvendo o sentido de responsabilidade, a empatia, o diálogo e a solidariedade. Este projeto visa também a formação/informação dos alunos em várias áreas chave.
A segunda vertente, assenta no projeto “aPazigua” que tem como principal fundamento, trabalhar os conflitos e a agressividade entre pares. Pretende-se com este projeto contribuir para uma convi- vência pacífica e o desenvolvimento de todas as potencialidades dos destinatários, como forma de promover o sucesso escolar e inclusão, incrementando práticas colaborativas de mediação positiva de conflitos, estimular uma comunicação assertiva, desenvolver nos membros da comunidade educativa competências e capacitar os pais/EE.
Ao mesmo tempo, este projeto pretende envolver as famílias na vida escolar dos seus educandos, não só no “controlo” das suas aprendizagens, mas também na compreensão do que é aprender, estudar, como ultrapassar/resolver conflitos, o que é a indisciplina, a violência entre pares, a literacia digital, numa partilha de experiências.
Queremos o melhor em setembro, para continuar a projetar a escola como uma instituição de referência que tem o futuro nas suas mãos.
Precisamos de recuperar tudo o que ficou por cumprir e ajudar a colmatar os danos que se instalaram em todas as vertentes do ser Pessoa.
Mais do que nunca, continua a ser o tempo de darmos as mãos, de trabalharmos dentro de portas ultrapassando as fronteiras dos edifícios e das tecnologias, em estreita colaboração com as estruturas concelhias que nos apoiam e connosco desenvolvem o Projeto Educativo do Agrupamento, como a Autarquia, a Associação de Pais, os Pais e Encarregados de Educação, diversas instituições e empresas.
Temos muito orgulho no AEAmares feito com todos NÓS!
Um excelente ano para todos.

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

18 Outubro 2021

Mentores

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho