Correio do Minho

Braga, quinta-feira

SIRESP 3

Sem Confiança perde-se a credibilidade

Ideias

2017-07-03 às 06h00

Paulo Monteiro

SIRESP - Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal...
Mais dados importantes:

“Analisando os vários parceiros, rapidamente se constata que, das empresas que entraram inicialmente no negócio, pelo menos três - SLN, PT e Esegur - sofreram mudanças profundas na sua estrutura. Depois do escândalo que abalou o Banco Português de Negócios, a SLN passou a Galilei antes de acabar na falência. A PT foi adquirida pela gigante franco-israelita Altice e a sua participada, a PT Participações, acabou por ser integra- da na órbita da brasileira Oi.

A Esegur fazia parte do Grupo Espírito Santo no momento em que o banco foi alvo de intervenção pública.”

E deste sistema é a primeira vez que dá problemas?
“Não. Aliás, ao longo dos anos, têm sido divulgadas dificuldades de funcionamento — quer em situações reais quer em simulacros. Um dos casos mais graves aconteceu quando dois bombeiros morreram durante o combate a um incêndio na serra do Caramulo. O Conselho Português da Proteção Civil (CPPC) veio garantir que, se o SIRESP não tivesse falhado, os dois bombeiros teriam sido alertados a tempo sobre as chamas que avançavam na sua direção e teriam saído a tempo do local.”

Só mais um dado (entre muitos que poderiam ainda ser inumerados):
No contrato assinado a 4 de Julho e 2006 entre o Gabinete de Estudos e de Planeamento de Instalações do Ministério da Administração Interna e o SIRESP, no seu ponto 17.2, pode ler-se:
“Constituem, nomeadamente, casos de força maior actos de guerra au subversão, hostilidades ou invasão, rebelião, terrorismo ou epidemias, raios, explosões, graves inundações, ciclones, tremores de terra e outros cataclismos naturais que directamente afectem as actividades objecto do Contrato”.

O espaço para hoje acabou. As conclusões e o fim ficam para amanhã...

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.