Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +

SMILE-Kids

Quem me dera voltar a ser Criança

Ideias

2015-11-17 às 06h00

Analisa Candeias Analisa Candeias

Há quem diga que temos um problema geracional. Há quem diga também que são as novas gerações que se encontram em crise - profunda, aliás. Porém, há igualmente quem diga que tudo isto não passa de um problema de tempo e exigência social. Nunca as nossas crianças tiveram tanto e em tão pouco espaço cronológico. Nunca a tecnologia esteve tão desenvolvida e as apetências para o que é digital estiveram tão na moda. A verdade é que cada vez mais temos crianças com problemas sérios de peso, de inatividade e de motivação.

Durante mais de um ano a Escola Superior de Enfermagem, através do seu grupo de trabalho SMILE-Kids (Simple Measures and Interventions Lead to Healthier-Kids), esteve nas creches de Braga a estudar a criançada, os seus comportamentos alimentares e familiares, as crenças e culturas, assim como os seus temperamentos e condições psicológicas de desenvolvimento, tudo isto dirigido à pesquisa sobre a transição para a alimentação diversificada. Mais do que uma vez por semana, a equipa de investigação do SMILE-Kids rumou, com malas e bagagens repletas de instrumentos que nos possibilitassem uma avaliação de qualidade, para diferentes instituições, que nos receberam - sempre - de braços abertos.

Promovemos, igualmente, formação junto dos educadores das instituições, que se encontravam sedentos de informação e que nos ajudaram imenso durante todo o processo - a todos um bem-haja. Esta equipa contou com docentes formados e altamente qualificados em diferentes valências, como por exemplo, saúde infantil, saúde mental, saúde comunitária, saúde materna, … Trabalhamos num espírito de partilha de saber e de integração de saberes, tendo em conta que a família e as suas crianças são redes complexas que se tornam únicas na sua especificidade cultural, psicológica, biológica, social e espiritual.

Foram avaliadas e estudadas as crianças na primeira infância, e uma das nossas principais conclusões (ainda na fase anterior à análise de dados) foi que são urgentes mais estudos dirigidos a esta faixa etária, tanto ao nível da alimentação, como por exemplo ao nível do desenvolvimento motor, comportamento e transição parental e relações intergeracionais. São imensos os estudos que se podem realizar, por parte dos diferentes profissionais no âmbito da saúde e por parte de todos aqueles que trabalham e lidam com crianças.

Mas com cuidado… A investigação é coisa importante, não pode ser levada a cabo de forma leviana e desestruturada. Aliás, antes de todo o trabalho do SMILE-Kids arrancar, foi necessário muito tempo de planeamento, contactos e estabelecimento de parcerias. O investimento realizado por parte da Escola Superior de Enfermagem neste projeto foi imediatamente reconhecido pelas instituições que nos acolheram no seu seio, e, atualmente, encontramo-nos na fase de divulgação de resultados e feedback no mundo da ciência.

Um dos nossos objetivos vai ser cumprido esta semana: a organização de um congresso internacional de investigação que agrupasse diferentes áreas de trabalho e diferentes interesses de conhecimento ao nível dos estudos infantis. O I Congresso Internacional de Investigação em Saúde da Criança “Refletir o Presente… Projetar o Futuro” irá decorrer na Universidade do Minho, promovido pela já mencionada Escola Superior de Enfermagem, através do seu Centro de Investigação e através da equipa atual do SMILE-Kids, nos dias 19 e 20 de novembro.

Contará com mais de cem participantes e obteve mais de cinquenta submissões de trabalhos. Serão dois dias para explorar as questões relacionadas com a saúde da criança, a família e sociedade, e teremos - acredito - momentos de partilha que nos possibilitarão, a todos nós, intervenientes, definir linhas de pensamento e envolvimento para o futuro. Não será apenas a Enfermagem em causa neste Congresso, mas sim toda a multidisciplinariedade que envolve o desenvolvimento de conhecimento científico no que diz respeito às crianças.

Para que este encontro pudesse acontecer, contamos com diferentes e específicos apoios - que poderão ser consultados nos nossos instrumentos de divulgação -, permitindo-nos providenciar uma alta qualidade na receção e envolvimento dos participantes - também a eles, aqueles que nos apoiam, um bem-haja. A Escola Superior de Enfermagem da Universidade do Minho há mais de cem anos que prima pela excelência na educação dos nossos enfermeiros e pela dedicação à sociedade. Sabemos que esta reunião será mais uma contribuição para a comunidade na qual nos inserimos, com uma importância projetiva a nível internacional.

Aos restantes elementos do grupo de trabalho SMILE-Kids - ao qual também pertenço - deixo o último bem-haja. A qualidade do nosso trabalho reflete-se nas nossas ações e na incessante procura de que somos alvo no que diz respeito ao aconselhamento e consultadoria, promoção da formação e educação formal. Queremos construir, sem dúvida, uma melhor Enfermagem, tendo em vista a realização de uma melhor saúde e de um maior bem-estar.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho