Correio do Minho

Braga, sábado

- +

Sobre a Escola Técnica Profissional do IPCA

Um novo pacote de medidas de apoio às empresas

Sobre a Escola Técnica Profissional do IPCA

Ideias

2019-09-01 às 06h00

Manuel Barros Manuel Barros

A abertura da Escola Técnica Superior Profissional (ETeSP) do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave é uma novidade de grande relevância e um facto marcante para o Ensino Superior, e um sinal muito importante para todo o país. Foi aprovada recentemente pelo Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, e constitui uma aposta estratégica do IPCA, a pensar na resposta às necessidades presentes e futuras da nossa região, ao nível da formação e qualificação superior. Sendo esta escola, mais uma unidade orgânica de ensino e investigação, insere-se na dinâmica de crescimento e de consolidação do projeto educativo e científico, que vai ser responsável pela gestão, organização e funcionamento descentralizado dos cursos técnicos superiores profissionais (TeSP), e terá a sua sede no polo do situado em Braga, onde se iniciou esta oferta formativa.
Resulta de um investimento que tem vindo a marcar a dinâmica do IPCA, ao longo da sua história de 25 anos, ao serviço da construção de ecossistema de proximidade inteligente, potenciador de sinergias pedagógicas, científicas e técnicas ao nível interno e ao nível da relação com o setor empresarial das autarquias, das escolas secundárias e profissionais da região. Sendo a primeira ETeSP a ser instituída no país, vem juntar-se às atuais quatro escolas desta instituição, a Escola Superior de Gestão (1996), a Escola Superior de Tecnologia (2004), a Escola Superior de Design (2015) e a Escola Superior de Hotelaria e Turismo (2017).
O IPCA tem mais de 1.000 estudantes a frequentar 20 cursos técnicos superiores profissionais a funcionar no campus de Barcelos, no polo de Braga, no polo de Guimarães (Ave Park) e no polo de Vila Nova de Famalicão a consolidar no ano letivo 2019/2020. Uma oferta de ensino superior mais curta, com a duração de dois anos conducentes ao diploma de Técnico Superior Profissional, criada e regulamentada para ser desenvolvida nos institutos politécnicos em parceria com empresas e outras organizações empregadoras, tendo em vista a desejável aproximação entre o ensino superior e o mundo do trabalho e responder à necessidade de quadros intermédios.
Um percurso formativo que consubstancia uma modalidade de ensino superior lançada com o objetivo de alargar as oportunidades e responder às necessidades de quadros intermédios. É dirigido aos estudantes das mais diversas vias de ensino, com uma especial atenção para os que terminam cursos de formação profissional, com o objetivo de potenciar a entrada na vida ativa e possibilita o seu acesso ao grau de licenciatura, e um instrumento de reorientação profissional e requalificação para os diplomados de ensino superior. Sendo, nesta perspetiva, uma oportunidade de continuação de estudos e a mudança de percurso educativo, disponibilizados como opção a todos os estudantes, que exige um apoio mais efetivo, que vai para além da legislação de enquadramento. A empregabilidade é um dos pontos fortes desta formação superior, que se traduz num conjunto de competências, de compreensões e de atributos pessoais, que a tornam uma escolha bem sucedida e com uma maior garantia de emprego.
A experiência profissional dos estudantes é essencial, e reclama estudantes informados, autónomos e ativos ao longo do processo de aprendizagem, em que se devem assumir como agentes transformadores do contexto formativo. Neste sentido, a criação de uma Escola Superior Técnica Superior representa uma aposta pragmática, pioneira e de grande alcance, a pensar num mercado de trabalho cada vez mais exigente. Um projeto estrategicamente relevante, para uma região com um elevado potencial de inovação, muito dinâmica, exigente e empreendedora no âmbito empresarial e tecnológico. Uma aposta visionária, que vai ao encontro dos desafios com que, atualmente, se confrontam as instituições de ensino superior no domínio qualificação de ativos e das novas gerações, na criação de condições de integração académica e profissional dos estudantes e diplomados, na orientação das suas aprendizagens e na valorização das suas experiências em contexto real de trabalho.
Uma opção que vai muito para além de uma mera mudança da estrutura organizacional do IPCA. A criação de uma escola com este perfil pedagógico e científico, consubstancia uma nova metodologia de transição entre a via profissionalizante e a continuação de estudos. Prestigia estatuto desta nova via de ensino superior, valoriza a sua proximidade qualificada e inteligente com a vida profissional dos estudantes e evidencia as necessidades concretas do mercado de trabalho. Desenvolvendo uma ampla gama de competências imprescindíveis à região e à construção de uma sociedade desenvolvida e competitiva ao nível nacional e internacional, através de um vasto leque de ofertas formativas para responder às aspirações dos estudantes que escolhem o ensino superior profissional e às expetativas dos potenciais empregadores.
No entanto, as escolas secundárias e profissionais, os centros de formação profissional e as instituições de ensino superior, têm ainda algum caminho para fazer ao nível da criação dos mecanismos de apoio aos estudantes nas suas escolhas e na sua preparação para o futuro, e para o sucesso mais efetivo na agilização deste processo. Neste contexto, a ETeSP do IPCA será com toda a certeza, um excelente contributo para invertermos a tendência do caminho único do ensino básico e secundário, da menorização do ensino profissional e do atraso no desenvolvimento desta modalidade de formação, consolidando o prestígio, a dimensão e a relevância do Ensino Técnico Superior Profissional, ao nível regional e nacional.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho