Correio do Minho

Braga, terça-feira

Um cartão de identidade!

O seu a seu dono!

Voz às Escolas

2013-06-17 às 06h00

Maria da Graça Moura

O resultado da avaliação externa, nos domínios: prestação de serviço educativo, resultados escolares e liderança e gestão, foi motivo de alegria para todo o agrupamento de escolas André Soares, porque espelha o grande investimento que todos os ativos sociais (professores, assistentes e encarregados de educação) têm feito na valorização da educação e da formação dos nossos alunos.

A prestação de um serviço que dignifique a escola pública, tem sido o critério de referência deste agrupamento, que sempre centrou a sua conduta na procura constante da melhoria do processo educativo, dos resultados escolares e do bem-estar dos alunos. 

Nesta linha de apreço, é importante referir que este agrupamento evidencia um conjunto de fatores favoráveis - uma liderança coesa e muito empenhada, um ambiente que inspira confiança, expectativas elevadas acerca dos alunos, estímulo à aprendizagem com reforços positivos, parcerias diversificadas, sempre com o objetivo de reforçar a função social da escola e de agregar mais valor ao resultado escolar dos alunos.

A equipa de avaliação relevou as dinâmicas coletivas que o agrupamento tem vindo a criar, a estabilidade das equipas docentes que muito se empenham na implementação do projeto educativo e as parcerias com a comunidade que beneficiam da proficiência do trabalho desenvolvido com e para a comunidade.

De expressar, com justiça, o envolvimento de todos os parceiros institucionais do agrupamento, que muito têm contribuído para a valorização da escola como centro de cultura e de cidadania, ajudando a encontrar respostas emergentes às realidades socias e escolares.
Esta matriz conceptual que carateriza o agrupamento de escolas André Soares, tem como referente os resultados emergentes da autoavaliação, que obrigam a uma leitura atenta sobre a sua imagem global, nos diversos domínios, o contexto, as prioridades, as metas educativas e as estratégias para as alcançar. Estes campos de análise exigem um processo dinâmico e sistémico de monitorização e avaliação dos processos, progressos e desempenhos, a partir de sinergias internas conducentes à implementação eficaz dos planos de melhoria, com impacto positivo nos resultados dos alunos.

Mas este período de crise e recessão económica, onde as orientações supra nacionais pesam sobre as políticas educativas de racionalizar meios e recursos, não deve prejudicar o investimento continuado e consistente na educação e formação de jovens. É indispensável garantir a melhoria da equidade, defender a justiça social, abrir horizontes e provocar transformações pessoais e coletivas, evitando que os cortes financeiros, mesmo quando se revelem indispensáveis, recaiam sobre áreas que comprometam o aumento dos níveis de qualificação dos portugueses e o desenvolvimento sustentado e harmonioso da sociedade.

Uma educação para todos e cada um, constitui uma alavanca para sair da crise atual, na medida em que promove a instrução e o enriquecimento cultural dos cidadãos, a sua capacidade de iniciativa, de criatividade e de compromisso com o bem comum.

É necessário avaliar as consequências das medidas de restrição orçamental resultantes do programa de ajustamento com que o país está comprometido. Por outro lado, impõe-se um alerta continuado sobre os efeitos da crise nas escolas e nos percursos escolares dos alunos, de modo a evitar que tenham consequências nefastas no seu aproveitamento e frequência, sobretudo dos mais desfavorecidos.

A importância do investimento na educação não deve ser colocada em causa, antes é necessário tudo fazer para desenvolver a responsabilidade social por este setor e para que o país acredite cada vez mais na sua pertinência!

Deixa o teu comentário

Últimas Voz às Escolas

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.