Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +

Uma Europa preparada para a era digital, suportada pela Inteligência Artificial

Era aqui, um marmeleiro

Uma Europa preparada para a era digital, suportada pela Inteligência Artificial

Ideias

2021-11-25 às 06h00

Alzira Costa Alzira Costa

Uma Europa virada para o futuro e para novas oportunidades. Este é o principal pensamento da União Europeia (UE) para esta década - a Década Digital da Europa. O investimento do setor da tecnologia por parte da UE será relevante para alcançar a independência tecnológica e catapultar o desenvolvimento económico europeu para outros patama- res.
Ursula von der Leyen, Presidente da Comissão Europeia (Comissão Europeia), pretende que a Europa lidere a transição para um planeta saudável e para um novo mundo digital, assente numa Inteligência Artificial (IA) assente em princípios éticos e a utilização de grandes volumes de dados (Mega dados) para criar riqueza para a sociedade e para as empresas.
Na última década, é visível a transformação da sociedade ocidental graças ao apoio e a importância que a IA teve no desenvolvimento de novos produ- tos ou ferramentas. A UE quer aproveitar todas as condições existentes para se tornar líder mundial em matéria de IA, baseada em regulamentos sólidos, assente na proteção dos valores fundamentais e dos direitos humanos.
Para ficar com uma noção da importância deste projeto, a UE prevê investir uma quantia relevante no futuro do digital da Europa. Por exemplo, através dos programas “Horizonte Europa” ou “Europa Digital”, a Comissão prevê investir mil milhões de euros por ano em IA; apresentar condições para que a produção de mais de 25% de todos os robôs industriais que sejam utilizados para serviços às pessoas, sejam produzidos na Europa. E, por último, fazer com que o investimento total seja superior a 20 mil milhões de euros para a IA.
A IA poderá trazer inúmeros benefícios para todos: pessoas, empresas e governos. Através deste sistema, os cidadãos poderão ter acesso a melhores cuidados de saúde, a transportes mais seguros e menos poluentes, e a serviços públicos melhorados. Por sua vez, as empresas ganharão com a IA com produtos e serviços inovadores, por exemplo, nos setores da energia, da segurança e dos cuidados de saúde, produtividade mais elevada e métodos de produção mais eficientes. Por último, a Administração Pública servir-se-á de serviços mais baratos e sustentáveis, nomeadamente a nível dos transportes, da energia, e da gestão de resíduos.
Para catalogar e desmaterializar os avanços registados, foi criado o Índice de Digitalidade da Economia e da Sociedade de 2021. Este índice define a ambição da Europa em matéria digital, propondo uma visão para a transformação digital e objetivos concretos para 2030 numa proposta nas quatro áreas a seguir identificadas: competências, infraestruturas, transformação digital das empresas e serviços públicos.
No que toca à integração de tecnologia digital, a UE pretende que, pelo menos, 90% das pequenas e médias empresas da UE utilizem tecnologias digitais, em 2030. Além disso, é vontade da UE proporcionar condições para que, no mesmo ano, pelo menos 75 % das empresas utilizem tecnologias digitais avançadas, como a IA, a computação em nuvem e as tecnologias de megadados.
Neste momento, ainda muito é preciso fazer, uma vez que apenas uma em cada quatro empresas utiliza a IA ou a computação em nuvem e 14% utilizam megadados.
Tal como nós pudemos verificar, a tecnologia e a IA vieram para ficar e é necessário aproveitar as oportunidades que nos trazem para que a Europa possa ser líder mundial neste setor. Este setor traz benefícios para toda a sociedade, pelo que é preciso entender a melhor forma de operacionalizar esta temática.
Por isso mesmo, o Europe Direct Minho considera pertinente abordar e discutir a IA junto dos empresários locais, respetivas associações e cidadãos. Assim, vamos organizar amanhã, dia 26 de novembro, pelas 9h30, na Escola Técnica Superior Profis-sional do IPCA, junto ao Altice Fórum Braga, a conferência “Inteligência Artificial: um novo paradigma para a economia europeia”. A conferência é gratuita mas sujeita a inscrição através do link: https://bit.ly/europaminho. Contamos com a vossa inscrição, presença, participação ativa!

Deixa o teu comentário

Últimas Ideias

19 Janeiro 2022

O lixo pandémico

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho