Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
15º: Cerveira sobe duas posições na tabela dos concelhos mais exportadores do Norte
Maxi Pereira junta-se à equipa técnica de Daniel Sousa no SC Braga

15º: Cerveira sobe duas posições na tabela dos concelhos mais exportadores do Norte

Theatro Circo acolhe nova peça do encenador Nuno Cardoso

15º: Cerveira sobe duas posições na tabela dos concelhos mais exportadores do Norte

Alto Minho

2024-04-19 às 11h00

Redacção Redacção

Embora as exportações de bens tivessem diminuído na maioria das sub-regiões do Norte, o Alto Minho e o Alto Tâmega foram as exceções, registando um crescimento de 5% em ambos os casos. Para este aumento, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, não tem dúvidas de que “a dinâmica e a persistência das empresas instaladas nos dois polos industriais deram um grande contributo, concretizado num volume de negócios muito elevado”.

Citação

Vila Nova de Cerveira já é o 15º concelho mais exportador da Região Norte, entre os 86 municípios, subindo duas posições em apenas um ano (2022 a 2023). O mais recente boletim trimestral Norte Conjuntura, elaborado pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, referente ao 4º trimestre de 2023, reafirma ainda a 2ª posição de Vila Nova de Cerveira a nível distrital, logo atrás de Viana do Castelo.

Embora as exportações de bens tivessem diminuído na maioria das sub-regiões do Norte, o Alto Minho e o Alto Tâmega foram as exceções, registando um crescimento de 5% em ambos os casos. Para este aumento, o Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Rui Teixeira, não tem dúvidas de que “a dinâmica e a persistência das empresas instaladas nos dois polos industriais deram um grande contributo, concretizado num volume de negócios muito elevado”.

Com este vigor industrial, corroborado por estatísticas regionais e nacionais, o autarca cerveirense Rui Teixeira assegura o compromisso de “por um lado, continuar a trabalhar para dar condições para que quem cá está se mantenha e, por outro, para atrair novos investimentos. Condições para as empresas e para os trabalhadores, em termos de transporte, do mercado de trabalho, da habitação, de energia e de tecnologia. Se as indústrias de Cerveira contribuem, e muito, para o PIB nacional é indispensável o investimento público no concelho”. E acrescenta: “O Governo deve investir no nosso concelho, nas nossas redes viárias e no transporte ferroviário, adaptando a circulação ferroviária e a passagem de mercadorias com horários que permitam a utilização da ferrovia”.

Ainda de acordo com o boletim trimestral da CCDR-N, a população empregada do Norte cresceu 1,9% no 4º trimestre de 2023, em comparação com o ano transato, o que representa um aumento de 32 mil novas pessoas empregadas na Região, quando o aumento, a nível nacional, foi de 1,6%. O Norte Conjuntura apresenta as tendências da evolução económica na Região, no curto prazo.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho