Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
A histórica e inovadora Riopele é o rosto do futuro
“Cesse tudo o que a musa antiga canta...”

A histórica e inovadora Riopele é o rosto do futuro

Roda da Sorte da Cidadela Electrónica arranca com oferta de LCD de 32’’

A histórica e inovadora Riopele é o rosto do futuro

Vale do Ave

2024-05-19 às 17h00

Redacção Redacção

José Alexandre Oliveira, presidente do Conselho de Administração da empresa, é um dos “Rostos da Região Empreendedora Europeia”

Citação

José Alexandre Oliveira é desde 2007 Presidente do Conselho de Administração da Riopele, mas foi no “chão de fábrica” que iniciou o seu percurso naquela que hoje é uma das maiores têxteis do país. “É onde se aprende tudo! Foi importantíssimo e foi provavelmente a melhor experiência que me podiam ter proporcionado”, conta.

Corria o ano de 1977 quando começou a trabalhar na Riopele, mas a paixão pela gigante têxtil sediada em Famalicão nasceu muito antes. Mais propriamente nos tempos de infância em que recorda os dias passados a brincar nos corredores da fábrica fundada pelo avô e mais tarde administrada pelo pai.

Com a “grande família” Riopele muito perto de completar 100 anos (foi fundada em 1927) e depois de ter fechado o ano de 2023 com vendas históricas de 98 milhões de euros, José Alexandre Oliveira acredita que a receita que tem feito crescer a Riopele “não está ultrapassada”. “É estar sempre preocupado em inovar e desenvolver produto”, conta-nos, lembrando os mais de trinta profissionais que hoje em dia trabalham na Riopele exclusivamente na área do desenvolvimento de produto.

É perentório em apontar os trabalhadores – “todos” – como o ponto forte da Riopele. “Se todos estivermos alinhados e se tivermos um produto inovador e competitivo então temos tudo para acreditar no futuro”, disse.

O percurso de José Alexandre Oliveira e da Riopele mereceu a atenção do presidente da autarquia, no âmbito do roteiro “Os Rostos da Região Empreendedora Europeia” que tem dado a conhecer muitos dos nomes que ajudam a posicionar Vila Nova de Famalicão como uma das maiores e mais pujantes economias do país e a impulsionar o ADN empreendedor.

Na visita que efetuou à empresa, na passada quinta-feira, dia 9 de maio, Mário Passos conheceu de perto a força desta histórica empresa do concelho. “Saio da Riopele muito impressionado com a sua vitalidade e com a inovação e sofisticação que vemos em todo o processo de produção. Prestes a completar 100 anos, a Riopele dá-nos grandes lições sobre como deve ser o futuro da indústria têxtil”, referiu o edil.

Fundada em 1927, recorde-se que a Riopele é uma das mais antigas empresas têxteis portuguesas e uma referência internacional na criação e na produção de tecidos para coleções de moda e de vestuário. Incorporando práticas sustentáveis a todos os níveis do negócio, a Riopele aposta na produção de tecidos de qualidade elevada, desenvolvidos a partir de fibras naturais, sintéticas, artificiais e recicladas, sendo especialista na composição poliéster/ viscose/ elastano. Como empresa líder na produção de tecidos para moda, a Riopele integra verticalmente as áreas de I&D, da Fiação, da Tinturaria, da Torcedura, da Tecelagem e da Ultimação, oferecendo um serviço de produção têxtil vertical, capaz de acompanhar o atual ritmo acelerado da indústria de moda. Com quase 100 anos de experiência na indústria têxtil e da moda, a Riopele dispõe ainda de um serviço vertical na criação e produção de peças de vestuário, baseado nos valores da qualidade, confiabilidade e excelente serviço ao cliente.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho