Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
“A nossa lampreia é um símbolo nacional”
Mais de 2900 veteranos inscritos no Europeu a disputar em Braga

“A nossa lampreia é um símbolo nacional”

‘Fonte do Ídolo’ apresenta instantâneos do Bom Jesus

“A nossa lampreia é um símbolo nacional”

Alto Minho

2020-01-28 às 06h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

O Convento de Santa Clara, aos pés do rio Minho, serviu ontem de palco para os Municípios de Caminha, Melgaço, Monção, Valença e Vila Nova de Cerveira, juntamente com a ADRIMINHO, lançarem mais uma campanha promocional da lampreia.

Está aberta a época da lampreia e o Alto Minho convida a uma visita para a degustação daquela que é a ‘jóia da coroa’ do Rio Minho. A iguaria gastronómica é servida à mesa de dezenas de restaurantes ao fim-de-semana até 15 de Abril, afirmando-se como um dos maiores cartazes turísticos da região. Miguel Alves, presidente da Câmara Municipal de Caminha, diz que a lampreia é “uma marca diferenciadora” do território alto-minhoto.
É precisamente para promover esta iguaria gastronómica que, mais uma vez, os Municípios de Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença e Vila Nova de Cerveira dão as mãos à ADRIMINHO - Associação de Desenvolvimento Rural Integrado do Vale do Minho e à Associação de Pescadores Profissionais do Rio Minho e Mar, para levar a cabo uma grande acção de divulgação da lampreia do Rio Minho, que é servida em vários pontos do país, inclusivamente em Lisboa.

Foi aos pés do Rio Minho, no Convento de Santa Clara, em Caminha, que foi apresentada a XI edição da iniciativa conjunta ‘Lampreia do Rio Minho - um prato de excelência’, com a presença dos vários responsáveis e representantes dos municípios alto-minhotos, pescadores, associações, instituições e amantes da iguaria, que tiveram a oportunidade de admirar o fim da confecção do prato para depois degustar.
O presidente da Câmara de Caminha assinalou que esta campanha de promoção da lampreia do Rio Minho é, acima de tudo, “a promoção do território do Alto Minho”. “A lampreia é a ‘jóia da coroa’ do Rio Minho e é também o produto que nos permite ser distintos no contexto nacional e internacional”, frisou Miguel Alves, que destacou que esta acção promocional é também “uma homenagem” aos pescadores.
Augusto Porto, presidente da Associação de Pescadores profissionais do Rio Minho, disse que “a lampreia representa também a sobrevivência de muitas famílias e a formação de muitas crianças e jovens”. “É com orgulho que sou também pescador”, confessou, ao lado de Manuel Silva, pescador desde os 14 anos, que ontem, juntamente com a esposa Emília, confeccionou a iguaria, à sua maneira, na degustação final.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.