Correio do Minho

Braga, quarta-feira

A primeira de muitas conquistas
Bombeiros Sapadores em luta por valorização da carreira

A primeira de muitas conquistas

Presidente da Câmara Municipal de Viana recebeu 12 novos bombeiros municipais

Desporto

2018-09-11 às 06h00

Joana Russo Belo

Equipa feminina do SC Braga recebida em euforia nos Paços do Concelho pela conquista da Supertaça. Autarca Ricardo Rio diz ser um dia especial e histórico. Presidente António Salvador garante ser a primeira de muitas vitórias das Guerreiras.

Um momento para a história. Naquela que é considerada a primeira de muitas conquistas. Foi com um banho de multidão - entre cânticos, bandeiras, cachecóis e potes de fumo - que as Guerreiras do Minho foram recebidas nos Paços do Concelho, por perto de meio milhar de adeptos bracarenses, que fizeram questão de ver de perto a Supertaça conquistada pelo SC Braga, no domingo, em Viseu.
Autarca Ricardo Rio abriu as portas do Salão Nobre ao clube e à comitiva de futebol feminino, num dia que disse ser “especial”, sobretudo, porque acompanhou de perto “o nascimento desta aposta arrojada do SC Braga de juntar às modalidades o futebol feminino”.

“É o testemunho de que vale a pena correr riscos e apostar em fazer diferente, foi o que o SC Braga fez, sempre trilhando um caminho de muito sucesso. Julgo que vai ser a rampa de lançamento para muitos outros êxitos, não só para o SC Braga, mas também na política municipal de promoção do desporto, pelo exemplo que estas atletas e equipa podem dar para que muitas mais mulheres possam praticar desporto”, sublinhou Ricardo Rio, acrescentando que “estas conquistas reforçam o nosso sentido de identidade, o espírito de comunidade e são o melhor exemplo para estimular cada vez mais bracarenses para a prática desportiva”.

Visivelmente emocionado, o presidente do clube, António Salvador, agradeceu a recepção do município, deixando a garantia de que “a Supertaça vai ser o primeiro de muitos títulos que o SC Braga vai conquistar no futebol feminino”, numa “aposta forte num projecto em crescendo”. “Uma palavra de gratidão às atletas que tudo fizeram para conseguir trazer esta taça. Não foi preciso desertarem para outro clube para Lisboa para ganharem o primeiro título, as atletas mostraram o amor por este clube e provaram que têm capacidade para ganhar, que não é preciso mudar de nome para ganharem títulos”, referiu Salvador, em jeito de provocação perante as mudanças em termos de plantel, com a saída de algumas atletas. “As jogadoras foram inexcedíveis, esqueceram-se de tudo o que tinham feito nos últimos dois anos e focaram-se na conquista desta Supertaça”.

Avança segunda fase da Academia

Para além de ser um dia de festejo especial pela Supertaça, a cerimónia de homenagem à equipa feminina do SC Braga trouxe mais motivos de satisfação para o clube arsenalista, com o anúncio do autarca Ricardo Rio de que está encontrada a solução para desbloquear a segunda fase da Cidade Desportiva.
“Esta é uma semana importante noutras frentes para o crescimento do SC Braga. Temos estado num diálogo muito intenso ao longo dos últimos meses para encontrar uma solução para o desenvolvimento de um projecto que partilhamos com o SC Braga que é a Cidade Desportiva. Vamos chegar a um entendimento necessário nos próximos dias, para que a segunda fase possa avançar e que outras modalidades possam ter outras condições de sucesso”, começou por revelar o presidente da câmara municipal, explicando que a solução passa pela requalificação do Polidesportivo de São José, na freguesia de S. Victor.

“Como é sabido, há uns meses havia uma divergência com o SC Braga relativamente às contrapartidas que deveriam ser assumidas para o município para que essa cedência se pudesse concretizar. Encontrámos uma solução na qual temos estado a trabalhar nos últimos meses, não na cedência de um espaço onde vai ser implantada a Academia, mas o SC Braga concretizar um investimento num outro espaço municipal que vai servir a modalidade da ginástica”, revelou o edil, garantindo que estão “a ultimar alguns pormenores” e que “nos próximos dias iremos chegar a um acordo final e a Academia poderá avançar para a segunda fase”.
António Salvador ficou agradado com a notícia e deixou uma palavra de apreço para a que considera ser “uma obra enorme, a obra do século para o SC Braga”, que permitirá “criar melhores condições, não só para o futebol, mas para todas as modalidades” e para a cidade.
Dirigente aproveitou ainda para abordar a liderança no campeonato. “Neste momento vale o que vale à quarta jornada, agora é sempre bom estar na frente, dá alento, mas traz mais responsabilidades. Independentemente de estarmos no primeiro lugar, estamos com os pés bem assentes e focados no próximo jogo que é sábado”, rematou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.