Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
“É a primeira vez que vencemos com sorte”
Júlia Fernandes classificou projecto Medivida de "extrema importância”

“É a primeira vez que vencemos com sorte”

Esposende abre candidaturas para apoios sociais e de transporte para alunos

“É a primeira vez que  vencemos com sorte”

Desporto

2021-04-06 às 17h30

Miguel Machado Miguel Machado

Carlos Carvalhal reconhece “dose de sorte” na vitória bracarense em Faro, mas também realça atitude dos jogadores por acreditarem até ao fim.

O treinador do SC Braga mostrou desportivismo no final da partida com o Farense e reconheceu “dose de sorte” na vitória alcançada, que permite aos Guerreiros do Minho seguir firmes na luta pelos primeiros lugares do campeonato .
“Nós olhamos para os jogos, para o caminho que temos que fazer, não olhamos tanto para o destino. São mais três pontos, já estivemos bem posicionados em 2.º lugar, em terceiro, agora estamos em quarto. Vamos ver no final em que posição terminamos, sendo que o nosso propósito foi atirar-nos para os jogos todos para tentar vencer. É isso que temos feito, na esmagadora maioria das vezes com grande qualidade e justíssimas”, afirmou o treinador do SC Braga, admitindo sem problemas a seguir: “esta, penso eu que é a primeira vitória que temos com dose de sorte. É evidente que a sorte procura-se, não cai do céu, e acreditamos até ao último segundo que podemos marcar”, referiu.

Num jogo onde foi muito melhor o resultado que a exibição, Carlos Carvalhal reconheceu ainda que o SC Braga “passou um mau bocado na segunda parte”, por força do mérito da equipa do Farense, mas realçou também que os seus jogadores “nunca deixaram de acreditar” e “acabaram por ter a dose de felicidade” no resultado. “Foi um duro golpe para o Farense, que fez muito para vencer este jogo, mas nós também o fizemos.”

“Fomos felizes hoje mas ainda bem que tivemos sorte. Muito sinceramento penso que, tirando um empate em que tivemos sorte, nunca tinhamos ganho com felicidade e aconteceu ao fim de 42 jogos até ao momento. E veio em boa hora, porque são três pontos preciosos para o clube”, frisou Carvalhal.

Sobre as razões para um jogo menos conseguido no Algarve, o treinador do SC Braga considerou que a equipa “fez uma primeira parte muito boa” onde podia “ter marcado mais golos”. Admito que tivemos felicidade na segunda parte, onde o Matheus foi muito importante para manter o resultado, mas fizemos uma primeira parte de grande nível, contra uma equipa que se fechou muito e tivemos que ser muito pacientes para circular a bola”, analisou o treinador.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho