Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Afonso Cruz venceu Prémio Ondina Braga
Município entregou aspiradores urbanos elétricos a quatro vilas de Guimarães

Afonso Cruz venceu Prémio Ondina Braga

Polícia Judiciária deteve homem suspeito de matar o pai à facada

Afonso Cruz venceu Prémio Ondina Braga

Braga

2019-12-14 às 10h14

Miguel Viana Miguel Viana

Galardão foi atribuído ao livro ‘Jalan Jalan’ do escritor bracarense. Prémio foi instituido pela Associação Portuguesa de Escritores com o apoio da Câmara Municipal de Braga e lembra a vida e obra de Maria Ondina Braga.

O escritor bracarense Afonso Cruz foi o vencedor do Prémio Maria Ondina Braga. O galardão, entregue ontem pela Câmara Municipal de Braga, foi atribuído ao livro ‘Jalan, Jalan’, que relata algumas das viagens mais marcantes do autor. “Este ano foi marcado por várias viagens. Uma delas foi a Bagdad (Iraque) e era uma viagem que queria muito fazer. Agora, no final do ano, fui ao Chile. Foi uma viagem que me marcou literalmente, porque me juntei aos protestos no Chile, e acabei por ser alvo de perseguição com a Polícia com gás lacrimogéneo. Passados uns dias, na Patagónia, bati de frente com outro carro. Estas experiências são importantes para experienciar com a literatura e a arte”, destacou o autor.

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, sublinhou que o Prémio Maria Ondina Braga, pretende estimular “novos trabalhos literários. De há dois anos a esta parte passou a revestir-se de um carácter mais ambicioso, à escala nacional e isso responsabiliza o município e tem vindo a dignificar a qualidade dos trabalhos submetidos a concurso”, disse Ricardo Rio.
A qualidade dos concorrentes foi também destacada pelo presidente do júri, Guilherme de Oliveira Martins. Tal facto levou os jurados a procederem a “uma análise rigorosa” dos trabalhos candidatos. Guilherme de Oliveira Martins destacou ainda que o Prémio Maria Ondina Braga destaca a literatura de viagens. Sobre Afonso Cruz, o presidente do júri frisou que a obras “transmite a capacidade de compreender a diferença. Precisamos de compreender os outros e ‘Jalan, Jalan’ é exemplo disso”, considerou Guilherme de Oliveira Martins.

Em nome da Associação Portuguesa de Escritores, o presidente José Manuel Mendes realçou que o prémio consagra “um autor notável da língua portuguesa. É um justo vencedor.”
O Prémio Maria Ondina Braga foi instituído pela APE e tem o apoio do município de Braga.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.