Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
AGRO é o impulso necessário para o sector
Arquivo Municipal de Guimarães assinala 90 anos da sua fundação

AGRO é o impulso necessário para o sector

Póvoa de Lanhoso inaugura instalação artística inspirada na Filigrana

AGRO é o impulso necessário para o sector

Braga

2010-03-12 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Parque de Exposições de Braga (PEB) abriu ontem as portas para a 43.ª Feira de Agricultura, Pecuária e Alimentação. Maquinaria agrícola, concursos pecuários, Salão dos Vinhos, jornadas técnicas são apenas algumas das ‘ofertas’ presentes até domingo na AGRO.

A AGRO - 43.ª Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação representa “o catalisador do impulso que é necessário para o sector”, assegurou ontem o presidente do Conselho de Administração do Parque de Exposições de Braga (PEB), Vítor Sousa, durante a inauguração do certame.

Os esforços estão direccionados, garantiu aquele responsável, para “a indispensável reanimação do sector”, salientando, ainda, “a importância que um evento como a AGRO representa no contexto histórico e económico da região e do país”.

Sobre o Dia da Galiza e a forte presença institucional dos “amigos galegos”, Vítor Sousa evidenciou “a importância do fomento das relações entre Braga e as instituições da Galiza no contexto da euro região”, já que, segundo o vice-presidente, “vale a pena apostar” neste sector.

Miguel Corais, administrador-executivo do PEB, considera que “este é o ano de viragem”, acreditando que o certame “tem as condições para crescer”. E explicou: “com ajuda dos agentes ligados ao sector, os institucionais e de toda a região que estamos inseridos, poderemos recuperar todo o prestígio do passado da feira”.

A AGRO 2010 continuará aberta hoje e amanhã até às 23 horas (sendo este alargamento de horário uma novidade na edição deste ano), apresentando uma zona nova de restauração. A grande novidade deste ano passa, também, pela animação. Para hoje, a partir das 21 horas, está marcado o espectáculo musical com ‘Augusto Canário e Amigos’, proporcionando, assim, novas oportunidades para os visitantes desta feira.

Esta 43.ª Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação, que termina no domingo, conta com um total de 197 expositores, sendo 106 expositores directos (96 nacionais e 10 estrangeiros) e 91 indirectos (25 nacionais e 66 estrangeiros).
Numa área exposicional de 6853 metros quadrados estão presentes expositores portugueses e da Alemanha, Bélgica, Coreia, Dinamarca, Eslovénia, Estados Unidos, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Inglaterra, Itália, Noruega, Polónia e Suíça.

Exponor e PEB organizam feiras em conjunto

A Associação Empresarial de Portugal (AEP) e o Parque de Exposições de Braga (PEB) vão juntar esforços e passar a organizar em conjunto feiras de negócios, em Portugal e no estrangeiro, daí a assinatura do acordo de cooperação, que se realiza amanhã na presença do ministro da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, António Serrano.

A parceria visa a internacionalização de formatos consagrados da Exponor, participada da AEP que é líder nacional do sector, e do parque bracarense, detido pelo município local. Na agenda dos dois parceiros está a realização em Angola de “um grande certame agrícola, que possa ajudar a dinamizar a economia angolana e afirmar internacionalmente o enorme potencial da agricultura daquele país africano, que continua a oferecer interessantes oportunidades de negócio aos empresários e investidores portugueses”, sintetizou José Carlos Coutinho, director-geral da Exponor.

AGRO ganha “novo fôlego e prestígio”

O administrador executivo do PEB, Miguel Corais, reconhece, também, “grande importância” a este “acordo de coopetição”, pois foi possível encontrar “espaço para a cooperação” entre “duas instituições ligadas ao mesmo sector, mas com dimensões diferentes”.
O PEB vê valorizado o seu “evento mais emblemático”, que está, aliás, na origem da própria empresa, e “conquista uma renovada importância no panorama nacional e internacional” do sector das feiras. “A AGRO ganhará, certamente, um novo fôlego e prestígio”, acredita Miguel Corais, um dos subscritores do acordo.

Aproveitamento de sinergias

Para além de uma grande feira agrícola em Angola, o acordo prevê o aproveitamento de sinergias entre o PEB e a Exponor, pelo que as duas partes passarão a organizar de forma articulada as duas grandes feiras de construção civil e obras públicas da região Norte, que têm lugar alternadamente em Braga (a Construnor) e na Exponor, em Matosinhos (a Concreta). Passarão igualmente a ter iniciativas conjuntas em matéria de formação de quadros, organização de congressos e actividades culturais.

Esta é a quinta parceria que nos últimos dois anos a AEP estabelece na área das feiras. Ainda a semana passada, firmou um acordo com a empresa moçambicana Consulgesti para a organização de feiras de negócios e a gestão de parques de exposições em Moçambique.
Anteriormente, havia chegado a acordo com a ZAO Expocentre, gestora do maior centro de feiras e congressos da Rússia, em Moscovo, com a Feira Internacional de Luanda, em Angola, e com a Socie- dade das Feiras Internacionais de Tunes, na Tunísia. A este leque de parcerias, acresce a Exponor Brasil, participada da AEP que opera em toda a América Latina a partir de São Paulo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho