Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Alunos do Colégio D. Diogo de Sousa no pódio dos concursos nacionais
“Questões das acessibilidades não são fáceis de resolver”

Alunos do Colégio D. Diogo de Sousa no pódio dos concursos nacionais

Câmara de Barcelos investe 500 mil euros no Orçamento Participativo

Alunos do Colégio D. Diogo de Sousa no pódio dos concursos nacionais

As Nossas Escolas

2019-06-12 às 07h00

Redacção Redacção

Organização e perseverança são duas palavras-chave que caracterizam os alunos do Colégio Dom Diogo de Sousa. Da matemática ao desporto escolar, estes alunos são a ‘prova’ de que o sucesso educativo pode ir muito além do programa curricular com distinções nas várias competições regionais e nacionais.

Têm bom desempenho escolar e destacam-se nas mais diversas áreas, em diferentes competições regionais e nacionais.
Distinções que atravessam áreas que vão desde a matemática ao desporto escolar e que têm colocado os alunos do Colégio Dom Diogo de Sousa no pódio.
Eduarda Reis, do 10.º ano, foi campeã nacional de desporto escolar/ natação 100m Livres. “Organização, persistência e muita dedicação” são as três palavras-chave de Eduarda para o sucesso, quer no plano académico, quer no desportivo.

Luís Machado (12.º ano) Eduarda Assunção (11.º ano) e Ana Armada (8.º ano) destacaram-se na área da Matemática. A paixão pela matemática levou-os mais “longe” nas competitivas Olimpíadas da Matemática.
Nas Olimpíadas da Informática, Rui Oliveira e Tiago Bacelar, do 11.º ano, participaram, pela segunda vez, e este ano, conseguiram chegar à final.
No top 10 da Física, está Diogo Antunes, do 11.º ano. A curiosidade pela Física, aliada ao “empenho do colégio” levou Diogo a chegar a este nível de competição que espera, agora, alcançar as competições internacionais.
Maria João Oliveira, 12.º ano, alcançou o 5.º lugar nas Olimpíadas Nacionais de Biologia e da Saúde. Duplamente vencedora, Maria João sente-se “feliz e realizada”, descrevendo como “uma das melhores experiências da minha vida”, que irá representar Portugal nas Ibero-Americanas que se realizam, em Setembro, na Bolívia.

Também Manuel Direito, 12.º ano, chegou à final das Olimpíadas de Biologia e, apesar de não ter ganho a final, classifica toda esta “experiência incrível e enriquecedora no nosso percurso académico e pessoal”.
Ana Teresa Cruz distinguiu-se na Poesia no Concurso Nacional de Leitura intitulado ‘Faça lá um poema’. Já tinha sido distinguida no ano anterior com uma Menção Honrosa e, este ano, foi a grande vencedora do concurso. “Sempre gostei de escrever, desde poesia à prosa. É algo que se faz em certos momentos e é uma boa forma de exteriorizarmos os nossos sentimentos”.
Marcar presença nas Olimpíadas da Saúde, na área da Biologia, é de “extrema importância” no currículo de Mariana Matos, e no seu percurso académico “Foi uma distinção muito importante e que pode influenciar o meu percurso”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.