Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Alunos do Colégio D. Diogo de Sousa no pódio dos concursos nacionais
A escola inclusiva não se pode concretizar por decreto

Alunos do Colégio D. Diogo de Sousa no pódio dos concursos nacionais

SC Braga e Gil Vicente na pedreira cinco anos depois

Alunos do Colégio D. Diogo de Sousa no pódio dos concursos nacionais

As Nossas Escolas

2019-06-12 às 07h00

Redacção Redacção

Organização e perseverança são duas palavras-chave que caracterizam os alunos do Colégio Dom Diogo de Sousa. Da matemática ao desporto escolar, estes alunos são a ‘prova’ de que o sucesso educativo pode ir muito além do programa curricular com distinções nas várias competições regionais e nacionais.

Têm bom desempenho escolar e destacam-se nas mais diversas áreas, em diferentes competições regionais e nacionais.
Distinções que atravessam áreas que vão desde a matemática ao desporto escolar e que têm colocado os alunos do Colégio Dom Diogo de Sousa no pódio.
Eduarda Reis, do 10.º ano, foi campeã nacional de desporto escolar/ natação 100m Livres. “Organização, persistência e muita dedicação” são as três palavras-chave de Eduarda para o sucesso, quer no plano académico, quer no desportivo.

Luís Machado (12.º ano) Eduarda Assunção (11.º ano) e Ana Armada (8.º ano) destacaram-se na área da Matemática. A paixão pela matemática levou-os mais “longe” nas competitivas Olimpíadas da Matemática.
Nas Olimpíadas da Informática, Rui Oliveira e Tiago Bacelar, do 11.º ano, participaram, pela segunda vez, e este ano, conseguiram chegar à final.
No top 10 da Física, está Diogo Antunes, do 11.º ano. A curiosidade pela Física, aliada ao “empenho do colégio” levou Diogo a chegar a este nível de competição que espera, agora, alcançar as competições internacionais.
Maria João Oliveira, 12.º ano, alcançou o 5.º lugar nas Olimpíadas Nacionais de Biologia e da Saúde. Duplamente vencedora, Maria João sente-se “feliz e realizada”, descrevendo como “uma das melhores experiências da minha vida”, que irá representar Portugal nas Ibero-Americanas que se realizam, em Setembro, na Bolívia.

Também Manuel Direito, 12.º ano, chegou à final das Olimpíadas de Biologia e, apesar de não ter ganho a final, classifica toda esta “experiência incrível e enriquecedora no nosso percurso académico e pessoal”.
Ana Teresa Cruz distinguiu-se na Poesia no Concurso Nacional de Leitura intitulado ‘Faça lá um poema’. Já tinha sido distinguida no ano anterior com uma Menção Honrosa e, este ano, foi a grande vencedora do concurso. “Sempre gostei de escrever, desde poesia à prosa. É algo que se faz em certos momentos e é uma boa forma de exteriorizarmos os nossos sentimentos”.
Marcar presença nas Olimpíadas da Saúde, na área da Biologia, é de “extrema importância” no currículo de Mariana Matos, e no seu percurso académico “Foi uma distinção muito importante e que pode influenciar o meu percurso”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.