Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Apresentação do Projeto Ciga Giro 8.a Geração no Município de Vila Verde
Seis candidatos assumidos à presidência da Câmara de Viana do Castelo

Apresentação do Projeto Ciga Giro 8.a Geração no Município de Vila Verde

Companhia de Teatro de Braga vai abrir Festival Internacional de Teatro de Almagro

Apresentação do Projeto Ciga Giro 8.a Geração no Município de Vila Verde

Cávado

2021-05-06 às 23h30

Redacção Redacção

A Vereadora Drª Júlia Fernandes afirmou que «na sequência do percurso trilhado pelas anteriores Gerações Escolhas, para esta 8.ª geração o projeto está em condições de alcançar as metas propostas».

A Vereadora da Cultura, Educação e Ação Social, Drª Júlia Fernandes, esteve presente na sessão em representação do Município de Vila Verde, promotor do projeto, o presidente da Delegação de Braga da Cruz Vermelha, Dr. Armando Osório, responsável pela entidade Gestora do Ciga Giro 8ª Geração, também marcou presença, bem como o Diretor do Agrupamento de escolas de Prado, representantes do Agrupamento de escolas de Moure e Ribeira de Neiva, NLI Vila verde, IPDJ IP Braga, CPCJ de Vila Verde, UCC de Vila Verde, Escola Secundária de Vila Verde e Escola Profissional Amar Terra Verde.

O Projeto Ciga Giro – Gentes e Identidades, Repostas e Opções a decorrer no Centro Comunitário de Prado, apresenta-se como uma proposta de intervenção social, no concelho de Vila Verde, no combate à segregação social da minoria étnica cigana, procura assim criar novas oportunidades de desenvolvimento e de integração social para crianças, jovens e famílias.

A Vereadora Drª Júlia Fernandes afirmou que «na sequência do percurso trilhado pelas anteriores Gerações Escolhas, para esta 8.ª geração o projeto está em condições de alcançar as metas propostas».

Na perspetiva de Júlia Fernandes «a grande dificuldade que existia há uns anos atrás era fazer com que as crianças de etnia cigana frequentassem a escola. Com o trabalho desenvolvido pelo projeto Ciga Giro e pelos parceiros envolvidos ao longo dos anos eles já percebem que estudar é essencial para que possam sair de situações de pobreza e fragilidade social».

«As crianças de etnia cigana do nosso concelho estão muito bem integradas. Vão à escola, não faltam, e os pais têm uma enorme preocupação nesse sentido. Alguns deles têm mesmo a ambição de ir para o ensino superior», frisou a Vereadora.

Para o presidente da Delegação de Braga da Cruz Vermelha, Dr. Armando Osório, este projeto «veio reforçar aquela que tem sido a intervenção da Cruz Vermelha Portuguesa desde o ano de 1997 no concelho de Vila Verde».

Relembramos que o projeto tem atuação nas comunidades ciganas das freguesias de Moure, Cabanelas, Soutelo e Parada de Gatim.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho