Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Arcos de Valdevez apoia pequenas e médias empresas e empresários em nome individual
Terras de Bouro entrega candidatura da Geira Romana a Património da Humanidade

Arcos de Valdevez apoia pequenas e médias empresas e empresários em nome individual

Museu de Arqueologia dá a conhecer cozinha e circo romano

Arcos de Valdevez apoia pequenas e médias empresas e empresários em nome individual

Alto Minho

2021-04-16 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

Autarquia arcuense vai apoiar o comércio local com cerca de 150 mil euros, no âmbito da segunda edição do PROCOM (programa de apoio ao comércio). Candidaturas podem ser apresentadas entre 1 de Maio e 30 de Junho.

Cerca de 150 mil euros é quanto a Câmara Municipal dos Arcos de Valdevez disponibilizou este ano para apoiar os comerciantes do concelho no âmbito da segunda edição do PROCOM (programa de apoio ao comércio) e que ontem foi apresentado publicamente no Posto de Turismo.
A edição deste ano conta com uma novidade em relação à de 2020, que é a possibilidade dos empresários em nome individual com contabilidade simples também poderem ser abrangidos pelos apoios. “Expandimos o leque de empresas que podiam concorrer e um leque importante são os empresários em nome individual que têm contabilidade simples. Era algo importante por-que alarga substancialmente o número de empresas e de empresários que podem recorrer a este apoio”, afirmou o presidente da Câmara Municipal dos Arcos de Valdevez.

João Manuel Esteves explicou que o apoio tem por base o investimento realizado por cada empresa ou empresário, com vista a enfrentar o período de crise provocado pela pandemia.
O apoio municipal é de 50 por cento do investimento elegível até a um máximo de 10 mil euros, e pode ser aumentado em 10 por cento se os projectos aprovados atingirem mais de 85 pontos ou se pelo menos 50 por cento dos bens e serviços necessários para a implementação do mesmo forem adquiridos a empresas com sede no concelho dos Arcos de Valdevez. “Esses 10 mil euros podem ter um aumento. Um aumento de 10 por cento, se o projecto tiver um número de pontos acima de 85, para modernizar o estabelecimento. O segundo acrescento é de mais 10 por cento do investimento elegivel. Se depois se verificar que os produtos que compraram e os serviços que adquiriram foram feitos a comerciantes que têm sede nos Arcos de Valdevez. São mensagens que queremos dar de cooperação entre empresários e de apelar ao investimento na economia local”, apontou o autarca arcuense.
João Manuel Esteves lembrou ainda outros investimentos municipais para apoiar os vários sectores da economia. São exemplos disso os vales de compras entregues na altura do Natal, os apoios para empresas e empresários que registaram quebras no rendimento em 2020 e a aposta nos parques industriais do concelho.

“Comércio e empresas agradecem o contributo do município”

O vice-presidente executivo da ACIAB (Associação Comercial de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca), Francisco Araújo, destacou a importância dos apoios municipais para os comerciantes do concelho dos Arcos de Valdevez. “O comércio e as empresas agradecem à Câmara Municipal. É um contributo do município e as empresas de comércio sentem-se reconhecidas por haver este incentivo. Há uma aposta na dinâmica do concelho a nível comercial e isso é fundamental. Somos, provavelmente, no Alto Minho, no distrito (de Viana do Castelo) e, se calhar, até do Minho, o único município a trabalhar estes conceitos”, disse Francisco Araújo.
O vice-presidente executivo da ACIAB apresentou detalhadamente a segunda edição do PROCOM, destacando que as candidaturas decorrem de 1 de Maio a 30 de Junho.
As despesas elegíveis dizem respeito a requalificações de fachadas e remodelação da área de venda ao público, aquisição de toldos e reclamos, aquisição de equipamentos e ‘software’ de apoio à actividade comercial, mobiliario para as áreas de venda, despesas com assistência técnica específica, despesas com a criação e protecção da propriedade industrial, e projectos de arquitectura. Em 2020 foram investidos 144 mil euros em 14 empresas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho