Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Autarca de Viana do Castelo apresenta projecto de preservação de garranos em Paris
Prado, “catedral” da maratona em canoagem

Autarca de Viana do Castelo apresenta projecto de preservação de garranos em Paris

Município de Esposende compra terreno para alargar cemitério das Marinhas

Autarca de Viana do Castelo apresenta projecto de preservação de garranos em Paris

Alto Minho

2020-01-25 às 06h00

Redacção Redacção

José Maria Costa, presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, participou numa conferência em Paris, onde apresentou o projecto de preservação de garranos.

O presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo, José Maria Costa, participou numa conferência dedicada às ‘Artes e Ciências da Equitação’, onde apresentou o projecto de protecção e preservação dos garranos. Por ocasião dos 100 anos dos portugueses na Sorbonne, o encontro visa discutir os projectos de conservação da biodiversidade em Portugal, com destaque para os equinos, com a participação da Universidade de Kyoto e Universidade Sorbonne Nouvelle.
Recorde-se que o projecto ‘Percursos do Homem e do Garrano’, financiado pelo Norte 2020 - Património Natural, foi desenvolvido pelo Município de Viana do Castelo ao longo dos últimos anos através da implementação de diversas acções e iniciativas, com o objectivo de valorizar esta raça autóctone e aumentar a visitação turística das áreas classificadas da Rede Natura 2000, através da expansão e diversificação de modalidades da rede de percursos de natureza. Neste contexto, ficou definido que estudantes da Universidade da Sorbonne vêm fazer um curso de Verão a Viana do Castelo, para conhecer o projecto local.

Foram, recorde-se, criados três percursos equestres e um novo trilho pedestre, com interpretação conjugada do património natural e histórico-cultural, valorizando o caráter único do seu mosaico paisagístico. Estes percursos representaram ainda novas oportunidades para as empresas de Turismo de natureza, Turismo em espaço rural e Touring cultural e paisagístico.
Em paralelo, pretendeu-se contribuir para o reconhecimento do garrano como raça autóctone e as Serras de Arga e de Santa Luzia como espaço privilegiado para a sua observação. Procurou-se incrementar a informação das populações locais sobre o valor cultural e natural do garrano, através de acções de educação ambiental e de divulgação.

Neste âmbito, Viana do Castelo integra um projecto mais vasto, que associa a Universidade da Sorbonne, a Universidade de Kyoto e a Universidade de Coimbra, parceiros científicos que irão continuar a desenvolver trabalho de investigação neste território. A projecção da importância do garrano nas suas múltiplas dimensões necessita de estudos científicos profundos e contínuos, de um debate alargado, da criação de redes de cooperação interinstitucionais e da aposta em acções de divulgação, sensibilização e demonstração que promovam as qualidades e apetências da raça.

Os garranos são animais de pequena estatura, com peso aproximado de 290 quilos, de perfil de cabeça reto ou côncavo, cabeça fina e grande, principalmente nos machos, onde se destacam amplas narinas. O pescoço curto é bem musculado, a garupa é forte e larga e os membros são pequenos e fortes. A pelagem é castanho-escura, sendo a crina e a cauda pretas e muito densas. Embora não apresente manchas, pode ter tons mais claros no focinho, ventre e membros.
Sendo o garrano um cavalo pequeno, apresenta uma sólida es trutura e andamento curto, transmitindo uma elevada segurança, típica de um animal habituado a enfrentar caminhos íngremes e pedregosos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.