Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Autarca de Viana do Castelo pede priorização do Corredor Atlântico na assembleia geral das Cidades do Atlântico
Miguel Ângelo e Rui Massena no Theatro Circo em Setembro

Autarca de Viana do Castelo pede priorização do Corredor Atlântico na assembleia geral das Cidades do Atlântico

Bombeiros desempenham uma “muito nobre e importante missão”

Autarca de Viana do Castelo pede priorização do Corredor Atlântico na assembleia geral das Cidades do Atlântico

Alto Minho

2019-10-22 às 17h17

Redacção Redacção

O Corredor Atlântico estabelece a ligação entre os portos marítimos de Sines, Setúbal, Lisboa, Aveiro e Leixões, em Portugal, Algeciras, Bilbao e Pasajes, em Espanha, Baiona, Nantes, La Rochelle e Le Havre, assim como aos portos fluviais de Bordéus, Rouen e Strasburgo, em França. Da mesma forma,< permite ligar as capitais dos parceiros, Lisboa, Madrid e Paris, ao leste de França, a Mannheim e subsequentemente às regiões norte e oriental da Europa.

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo e Presidente das Cidades Atlânticas, José Maria Costa, marcou hoje presença na assembleia geral das Cidades do Atlântico, em Cherbourg, França, num encontro que visou debater a “Inovação como o impulso para o desenvolvimento urbano”, numa co-organização com a Comunidade de Aglomeração de Cotentin. O autarca vianense marcou presença como orador no workshop dedicado aos “Sistemas de Inovação: indústria, ciência e sociedade civil”.
Na sua intervenção, José Maria Costa pretendeu dar enfoque à necessidade de melhorar a conetividade das cidades atlânticas e à necessidade de priorizar o Corredor Atlântico como eixo vertebrador. O edil considera que priorizar o Corredor Atlântico é uma forma de conetar as cidades que este inclui, promovendo a interconetividade das áreas logísticas e dos centros de produção.
O Corredor Atlântico estabelece a ligação entre os portos marítimos de Sines, Setúbal, Lisboa, Aveiro e Leixões, em Portugal, Algeciras, Bilbao e Pasajes, em Espanha, Baiona, Nantes, La Rochelle e Le Havre, assim como aos portos fluviais de Bordéus, Rouen e Strasburgo, em França. Da mesma forma,< permite ligar as capitais dos parceiros, Lisboa, Madrid e Paris, ao leste de França, a Mannheim e subsequentemente às regiões norte e oriental da Europa. 
É ainda parte do corredor homónimo integrado na Rede Core da Rede Transeuropeia de Transportes (RTE-T) e está ligado ao Corredor Mediterrâneo, em Madrid e em Saragoça, e ao Corredor do Mar do Norte-Mediterrâneo, em Paris e Metz.
Recorde-se que José Maria Costa é Presidente da rede das Cidades do Arco Atlântico, entidade que foi criada em 2000 e que representa mais de 200 autoridades locais da costa atlântica europeia que se relacionam, diretamente, com as diversas instituições comunitárias, para a afetação de fundos estruturais da Comissão Europeia, do grupo URBAN do Parlamento Europeu e do Programa INTERREG Espaço Atlântico.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho