Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Autarca de Viana do Castelo pede priorização do Corredor Atlântico na assembleia geral das Cidades do Atlântico
Presidente do Gil Vicente enaltece trabalho de Vítor Oliveira

Autarca de Viana do Castelo pede priorização do Corredor Atlântico na assembleia geral das Cidades do Atlântico

Homem de 74 anos dado como desaparecido

Autarca de Viana do Castelo pede priorização do Corredor Atlântico na assembleia geral das Cidades do Atlântico

Alto Minho

2019-10-22 às 17h17

Redacção Redacção

O Corredor Atlântico estabelece a ligação entre os portos marítimos de Sines, Setúbal, Lisboa, Aveiro e Leixões, em Portugal, Algeciras, Bilbao e Pasajes, em Espanha, Baiona, Nantes, La Rochelle e Le Havre, assim como aos portos fluviais de Bordéus, Rouen e Strasburgo, em França. Da mesma forma,< permite ligar as capitais dos parceiros, Lisboa, Madrid e Paris, ao leste de França, a Mannheim e subsequentemente às regiões norte e oriental da Europa.

O Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo e Presidente das Cidades Atlânticas, José Maria Costa, marcou hoje presença na assembleia geral das Cidades do Atlântico, em Cherbourg, França, num encontro que visou debater a “Inovação como o impulso para o desenvolvimento urbano”, numa co-organização com a Comunidade de Aglomeração de Cotentin. O autarca vianense marcou presença como orador no workshop dedicado aos “Sistemas de Inovação: indústria, ciência e sociedade civil”.
Na sua intervenção, José Maria Costa pretendeu dar enfoque à necessidade de melhorar a conetividade das cidades atlânticas e à necessidade de priorizar o Corredor Atlântico como eixo vertebrador. O edil considera que priorizar o Corredor Atlântico é uma forma de conetar as cidades que este inclui, promovendo a interconetividade das áreas logísticas e dos centros de produção.
O Corredor Atlântico estabelece a ligação entre os portos marítimos de Sines, Setúbal, Lisboa, Aveiro e Leixões, em Portugal, Algeciras, Bilbao e Pasajes, em Espanha, Baiona, Nantes, La Rochelle e Le Havre, assim como aos portos fluviais de Bordéus, Rouen e Strasburgo, em França. Da mesma forma,< permite ligar as capitais dos parceiros, Lisboa, Madrid e Paris, ao leste de França, a Mannheim e subsequentemente às regiões norte e oriental da Europa. 
É ainda parte do corredor homónimo integrado na Rede Core da Rede Transeuropeia de Transportes (RTE-T) e está ligado ao Corredor Mediterrâneo, em Madrid e em Saragoça, e ao Corredor do Mar do Norte-Mediterrâneo, em Paris e Metz.
Recorde-se que José Maria Costa é Presidente da rede das Cidades do Arco Atlântico, entidade que foi criada em 2000 e que representa mais de 200 autoridades locais da costa atlântica europeia que se relacionam, diretamente, com as diversas instituições comunitárias, para a afetação de fundos estruturais da Comissão Europeia, do grupo URBAN do Parlamento Europeu e do Programa INTERREG Espaço Atlântico.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.