Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Bacalhau à Braga a saborear em 29 restaurantes
Alto Minho, destino verde não escapa a apagão da hotelaria

Bacalhau à Braga a saborear em 29 restaurantes

Câmara aprova medidas de apoio ao comércio e restauração locais

Bacalhau à Braga a saborear em  29 restaurantes

Braga

2020-10-20 às 07h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

De 23 a 31 de Outubro, 29 restaurantes do concelho recebem a iniciativa Fins-de-Semana Gastronómicos com o Bacalhau à Braga.

Por se considerar que o prato tem um “enorme potencial” e que está a ser “sub-aproveitado como gerador de negócio e como ícone identitário daquilo que é a região e, em particular, o concelho de Braga”, a Câmara Municipal de Braga e a Associação Comercial de Braga (ACB) promovem, de 23 a 31 de Outubro, os Fins-de-Semana Gastronómicos e a Semana do Bacalhau à Braga em 29 restauran- tes. “Queremos que o Bacalhau à Braga ganhe uma maior dimensão e o envolvimento dos clientes que procurem esta iniciativa”, justificou o vereador do Turismo, Altino Bessa, assumindo mais uma vez a aposta no Turismo, na vertente da gastronomia.
Altino Bessa, que falava ontem na apresentação da iniciativa, confidenciou que “nunca se conseguiu aproveitar na sua plenitude a iniciativa Fins-de-Semana Gastronómicos, sendo que este é mais um trabalho no sentido de apostar na gastronomia, que é um sector que está a sofrer muito com a pandemia”.
Braga aderiu há muitos anos a esta iniciativa da Entidade de Turismo do Porto e Norte de Portugal, mas por se considerar que “a data inicialmente definida não era a melhor, por altura da Páscoa”, o município e a ACB decidiram transferir a iniciativa para esta altura do ano, alargando para mais dias e incluindo também a iniciativa ‘Semana do Bacalhau à Braga’.
Assim, os 29 restaurantes que aceitaram o desafio vão servir o Bacalhau à Braga de 23 a 31 de Outubro ao almoço e ao jantar.
“O prato escolhido para os Fins-de-Semana Gastronómicos foi definido no âmbito do processo de qualificação e candidatura através da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Cávado ao Minho Inovação. Está a ser realizada uma recolha documental da receita, com todo o seu histórico geográfico, assim como o levantamento das receitas em locais de produção nos restaurantes. “A candidatura deve ser entregue na Direcção-Geral de Agricultura até ao final deste ano e este é um processo que requer investigação, tendo-se já reunido com 72 restaurantes”, adiantou o vereador, explicando que “o objectivo é cumprir os procedimentos da candidatura e apresentar um receituário com uma espinha dorsal, podendo ter algumas nuances”.
O director-geral da ACB, Rui Marques, também acredita que este prato “tem um potencial enorme” e que não está a ser aproveitado na sua plenitude. “Queremos sensibilizar os operadores da restauração para olhar para este produto enquanto gerador de negócio”, defendeu Rui Marques, sublinhando a importância destas acções para ajudar um sector “gravemente” afectado pela pandemia.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho