Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
‘Bairro C’ vai ser novo ‘Campus das Artes’ em plena zona histórica de Guimarães
Há 735 famílias que precisam de apoio habitacional

‘Bairro C’ vai ser novo ‘Campus das Artes’ em plena zona histórica de Guimarães

Vermelho forte na balança

‘Bairro C’ vai ser novo ‘Campus das Artes’ em plena zona histórica de Guimarães

Vale do Ave

2020-12-02 às 12h25

Redacção Redacção

Domingos Bragança projecta o desenvolvimento da cidade com mais apostas culturais, agora com a recuperação do edifício Teatro Jordão e Garagem Avenida, que vai impulsionar o novo ‘Campus das Artes’.

A recuperação do edifício do Teatro Jordão e Garagem Avenida, em Guimarães, num investimento de cerca der 14 milhões de euros, vai permitir a implementação da Escola de Artes Performativas, Escola de Artes Visuais, Escola de Música e Espaço de Auditório. “Com este acrescento no Campus de Couros estão criadas condições únicas para a construção de um espaço moderno e propiciador de práticas culturais e inovadoras, transformando o Bairro C no Campus das Artes”.

O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, realçou a importância e o impacto desta obra, na conferência on-line ‘O Teatro Jordão e o Bairro C no Centro do Futuro da Cidade’, que reuniu o autarca ao reitor da Universidade do Minho (UMinho) e ao presidente da Sociedade Musical de Guimarães.
“O futuro tem grandes desafios e, no âmbito do Bairro C, Teatro Jordão e Garagem Avenida, importa trabalhar o modelo de governança para implementar já em junho do próximo ano”, referiu Domingos Bragança, sublinhando a “ambição” na classificação da Zona de Couros como Património da Humanidade.

O Reitor da UMinho enalteceu a estreita cooperação entre a academia e a autarquia vimaranense, considerando “um caso único e de estudo” perante a constante articulação entre as instituições.
“O projecto do Bairro C é muitíssimo relevante para a universidade, no espaço do Campus de Couros, e com um projecto em construção para onde migrará a licenciatura em Teatro e a licenciatura em Artes Visuais. Através destes cursos, serão criadas melhores condições para uma interação forte e produtiva com a cidade”, apontou, a propósito, o reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho