Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Barcelos: assassinado a tiro em casa do irmão
Visita guiada a obras estruturantes de Viana do Castelo

Barcelos: assassinado a tiro em casa do irmão

Município de Esposende concretiza requalificação da zona central de Vila Chã

Barcelos: assassinado a tiro em casa do irmão

Casos do Dia

2010-03-04 às 06h00

Teresa M. Costa Teresa M. Costa

Um homem de 28 anos morreu ontem depois de ter sido baleado no interior da residência do irmão, em S. Romão da Ucha, Barcelos, onde se encontrava.

Um homem de 28 anos morreu, ontem, vítima de alegado homicídio em S. Romão da Ucha, concelho de Barcelos.
O homem, de nacionalidade romena, foi baleado na cabeça, no interior da residência onde moram o irmão e a cunhada, no Lugar de Medela. Tudo aconteceu por volta das 07h30 de ontem.
De acordo com o que foi possível apurar, a vítima não reside na casa onde ocorreu o alegado homicídio. Terá ido de visita, na noite anterior e acabou por pernoitar. Estaria a tomar o pequeno-almoço quando foi baleado mortalmente. Ninguém viu ou ouviu o tiro fatal.
Terão sido vistos três indivíduos a fugir numa viatura de cor branca onde um quarto elemento aguardaria.
À mesa dos cafés da freguesia, o assunto é tema de conversa, mas ninguém arrisca uma explicação para o sucedido. Há quem avente a hipótese de que o tiro não se destinava à vítima, mas ao irmão.

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, está no terreno a investigar e não revela qualquer dado. A delegação de Prado da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) foi chamada a socorrer, mas encontrou a vítima já cadáver.
No mini-mercado próximo do local do crime, cujos proprietários moram no andar superior, ninguém ouviu nada e só se aperceberam de que algo se passava devido ao movimento de ambulância e carros da GNR.
O casal romeno mora no Lugar de Medela há poucos meses, mas nunca foi de causar problemas, pelo menos à vizinhança que também mantém alguma distância.
Os familiares da vítima foram ontem mesmo ouvidos pela PJ, no âmbito das diligências para determinar a autoria do alegado homicídio.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho