Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Bombeiros de Barcelinhos investem 1,5 ME em novo hangar e heliporto
SC Braga: “Vamos procurar ganhar o jogo, como em todos na época”

Bombeiros de Barcelinhos investem 1,5 ME em novo hangar e heliporto

UMinho e Fibrauto criam cabine do condutor mais leve e à prova de fogo e bala

Bombeiros de Barcelinhos investem 1,5 ME em novo hangar e heliporto

Cávado

2022-06-26 às 06h00

José Paulo Silva José Paulo Silva

Corporação com mais de um século de actividade continua a renovar instalações e equipamentos. Na última década, o investimento ascende já a 6,5 milhões de euros e há novos projectos para realizar em breve.

Citação

Os Bombeiros Voluntários de Barcelinhos estão a concretizar um investimento de 1, 5 milhões de euros num novo hangar e num heliporto, estruturas que deverão estar operacionais até ao final do ano. As obras em curso correspondem à terceira fase do projecto do quartel da corporação. José Arlindo Costa, presidente da direcção dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos, adiantou ao Correio do Minho que os novos espaços estavam previstos ser inaugurados ontem, por ocasião da celebração do 101.º aniversário da corporação, mas contingências relacionadas com escassez de materiais no sector da construção civil obrigaram a prorrogar o prazo da empreitada.

O presidente da corporação de Barcelinhos revelou que, desde 2011, já foram investidos mais de cinco milhões de euros em novas instalações, equipamentos e formação de pessoal. Com a conclusão do novo hangar e do heliporto, os Bombeiros Voluntários somam um investimento total de 6, 5 milhões de euros na última década, tendo beneficiado de uma comparticipação de fundos comunitários para a primeira fase do quartel de 1,2 milhões de euros. Após a conclusão das actuais obras, a direcção dos Bombeiros Voluntários avançará com a construção de um posto de abastecimento de combustíveis e de um edifício de escritórios e serviços, os quais, segundo José Arlindo Costa, constituirão importantes fontes de receita para saldar os défices de exploração que não são assumidos pelas entidades estatais.

Com a conclusão do novo hangar, os Bombeiros de Barcelinhos terão condições para a abertura do seu ginásio a associados e à restante comunidade. Sobre o helicorto junto ao novo quartel, projectado desde 2014, o presidente da direcção dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos não tem dúvidas sobre a sua necessidade para apoio a situações de emergência, nomeadamente na área da saúde.
“Há pessoas que olham para o heliporto como uma coisa que não vai ter utilidade. Eu julgo que tivemos alguma visão estratégica, porque o tempo é essencial para salvar vidas”, alegou, em declarações ao Correio do Minho.

Corporação barcelinense conta com solidariedade da comunidade

Em dia de aniversário, os Bombeiros Voluntários de Barcelinhos benzeram seis viaturas, to-das elas ofertas de empresas mecenas. No total, dois auto-tanques e mais quatro viaturas para transporte de doentes representam um investimento de cerca de 300 mil euros.
“Felizmente, temos uma sociedade civil muito solidária e que percebe o trabalho meritório dos Bombeiros Voluntários”, reconhece o presidente da direcção, José Arlindo Costa.
A corporação barcelinense conta com cerca de 30 mil sócios individuais e mais de 150 sócios-empresa, cujo contributo tem permitido realizar investimentos vultuosos em infra-estruturas e garantir o reequipamento.

Os Bombeiros Voluntários de Barcelos contam com 138 operacionais, número considerado relevante pelo seu comandante, José Beleza, o qual reconhece como necessidade urgente a aprovação de uma terceira equipa de intervenção permanente.
Nesta altura, os Bombeiros Voluntários de Barcelos dispõem de duas equipas permanentes afectas ao dispositivo nacional de incêndios florestais, uma de combate e outra de apoio logístico.
Com mais de um século de actividade, os Bombeiros Voluntários de Barcelinhos vivem um momento de estabilidade do seu corpo activo, tendo 12 estagiários a frequentar uma escola de recruta e 24 elementos na escola de infantes e cadetes.

As cerimónias do 101.º aniversário dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos decorreram sexta-feira e ontem, concluindo com uma sessão solene na qual esteve presente o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro ( texto ao lado).
Como é habitual nestas ocasiões, a corporação recordou os ‘soldados da paz’ já falecidos com uma missa e a romagem a vários cemitérios do concelho, tendo atribuído também condecorações aos elementos que mais se destacaram nos últimos tempos.
A homenagem ao Bombeiro Voluntário, no monumento alusivo no centro da cidade de Barcelos, foi outro dos actos obrigatórios em mais um aniversário de uma das três corporações do concelho de Barcelos.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho