Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Bracarenses sentiam saudades de feirar
Montalegre faz três anos de terra Património Agrícola Mundial

Bracarenses sentiam saudades de feirar

Júlia Fernandes classificou projecto Medivida de "extrema importância”

Bracarenses sentiam saudades de feirar

Braga

2021-04-07 às 07h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Feira semanal de Braga regressou ontem com boa afluência dos clientes que já sentiam saudades do ambiente característico deste tipo de comércio.

Muitos bracarenses aproveitaram a manhã primaveril para visitar a feira semanal de Braga que ontem se voltou a realizar. Alguns foram motivados pelo passeio e distracção, mas também houve muita afluência motivada pela necessidade de adquirir produtos, como roupa e calçado.
Com presença bem visível, a Polícia Municipal de Braga controlava as entradas e saídas do recinto. Os agentes estavam sobretudo atentos ao cumprimento das regras de segurança, concretamente a utilização de máscara de protecção individual, mas também à afluência de pessoas para garantir que era possível manter o distanciamento social.
Acabou por não ocorrer nenhum contratempo, pois as regras de segurança parecem já fazer parte dos comportamentos dos clientes e dos feirantes.
Cliente habitual desta feira semanal, Liliana Andrade confessou ao Correio do Minho que já estava com “muitas saudades deste ambiente de feira”.
“A feira hoje está boa”, considerou a jovem bracarense, explicando que não teve qualquer receio de andar pelo recinto: “Toda a gente utiliza máscara de protecção, há desinfectante de mãos em todas as bancas de venda, está uma boa afluência mas que permite manter o distanciamento, além de que estamos ao ar livre, portanto senti-me muito segura e sem qualquer receio”.
Destaca ainda a “simpatia dos feirantes” que “já precisam voltar a trabalhar”. Fez algumas algumas compras e prometeu regressar sempre que tenha oportunidade.
Também Susana Machado e a filha, Tatiana, aproveitaram a manhã para ir à feira. “Somos de São Victor e aproveitamos para vir à feira e fazer uma caminhada ao mesmo tempo”, conta Tatiana, que também se sentiu “perfeitamente” segura no recinto da feira.
Susana partilha que não são clientes habituais da feira semanal. “Há muitos anos que não vinha à feira de Braga porque normalmente a esta hora estou a trabalhar. Agora, como estou em lay-off decidi aproveitar para fazer uma caminhada e vir até cá”, relatou.
Mãe e filha compram “umas coisinhas, mas não muito porque não estavam a fazer grandes descontos nos preços”.
Certo é que gostaram do ambiente desta feira e prometem regressar sempre que tenham oportunidade e sobretudo, quando o tempo estiver tão convidativo ao passeio como acontecia ontem de manhã.
Casados há 45 anos, José Castro e Conceição Silva também aproveitaram a manhã de ontem para visitar primeiro o renovado Mercado Municipal - “que está muito bonito”, dizem - e depois a feira semanal.
“Nós vivemos em Celeirós e. de vez em quando, gostamos de vir à feira. É uma forma de sair um pouco de casa e já fazia falta sair de casa”, disse José de Castro.
Ambos admitem que se sentiram seguros, facto que até os surpreendeu. “Confesso que pensava que ia ser pior. É certo que anda aqui muita gente, mas nota-se que as pessoas são cumpridoras e cuidadosas”, admitiu Conceição. Quanto aos preços, conta que não se apercebeu de grandes descontos: “Os preços andam dentro do normal, mas também se percebe porque eles estiveram muito tempo sem vender nada”. Apesar de considerarem que agora estão reunidas as condições para o regresso da feira, tanto José como Conceição percebem que “foi necessário suspender as feiras por causa da pandemia”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho