Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Braga integra ensaio clínico de novo tratamento para Esclerose Múltipla
Alunos do 3.º Ciclo e Secundário debateram projetos na Assembleia Municipal Jovem de Barcelos

Braga integra ensaio clínico de novo tratamento para Esclerose Múltipla

Alunos da EB 2,3 de Lamaçães ouviram histórias sobre a revolução de Abril no Lar da Misericórdia

Braga integra ensaio clínico de novo tratamento para Esclerose Múltipla

Ensino

2024-02-19 às 10h14

Redacção Redacção

Centro Clínico Académico – 2CA Braga está participar num ensaio clínico de Fase I para um novo tratamento da Esclerose Múltipla. É o único centro em Portugal a participar no ensaio.

Citação

O Centro Clínico Académico – 2CA Braga, integrado na Unidade Local de Saúde de Braga (ULS de Braga) está a participar num ensaio clínico, de Fase I, para avaliar a segurança, tolerabilidade, imunogenicidade, farmacocinética e farmacodinâmica de uma nova molécula, um anticorpo monoclonal (Mab) anti-CD20 com maior penetração no sistema nervoso central, em utentes com Esclerose Múltipla com surtos, ou Esclerose Múltipla progressiva, mas não activa.
O 2CA-Braga é o único centro em Portugal a participar neste ensaio. O estudo, multicêntrico, não aleatorizado e aberto, está em curso em diversos países, incluindo Estados Unidos da América, Polónia, Alemanha, Bélgica, Israel, Itália e Portugal.
“A participação do 2CA Braga neste ensaio clínico de Fase I é um marco importante para o centro e para a investigação da Esclerose Múltipla em Portugal”, afirma João Cerqueira, investigador principal do ensaio.
“É com alto sentido de missão que continuamos empenhados em contribuir para o desenvolvimento de novos tratamentos que possam melhorar a qualidade de vida dos utentes com esta patologia”, reforça.

Em comunicado, a ULS explica que neste ensaio, os participantes foram divididos em seis ‘coortes’ (grupo de pessoas com características comuns), cada uma das quais recebendo uma dose diferente do Mab anti-CD20: 7 mg, 20 mg, 70 mg, 200 mg, 700 mg e 2000 mg. Cada ‘coorte’ é dividida em dois grupos, sendo que um participante ‘sentinela’ recebe a dose única no primeiro dia. Após uma ‘avaliação dos dados deste utente, os restantes participantes da coorte podem iniciar a medicação.
No 2CA Braga, foram integrados três utentes no estudo, dois na coorte 2 (20 mg) e um na coorte 6 (2000 mg). Este último utente foi o ‘sentinela’ da ‘coorte’ 6, sendo o primeiro a nível mundial a receber, no passado dia 23 de Janeiro, a dose mais alta definida pelo protocolo, o que representa um aumento de cerca de 2,85 vezes em relação à dose anterior.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho