Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Cabeceriras: Unidade de Internamento já recebe doentes
Visita guiada a obras estruturantes de Viana do Castelo

Cabeceriras: Unidade de Internamento já recebe doentes

Ponte de Lima requalifica do Campo dos Limianos

Cabeceriras: Unidade de Internamento já recebe doentes

Vale do Ave

2010-07-16 às 06h00

Vera Batista Martins Vera Batista Martins

Abriu ontem ao público a nova Unidade de Internamento de Cabeceiras de Basto, cuja gestão é assegurada pelo Centro Hospitalar do Alto Ave. O objectivo é a prestação de cuidados de saúde de proximidade, prioritariamente orientada para doentes da região.

As portas da Unidade de Internamento de Cabeceiras de Basto (UICB) abriram ontem ao público.
Uma cerimónia simbólica marcou o arranque da nova unidade, que ontem mesmo recebeu o primeiro doente.
De salientar que a Unidade de Internamento de Cabeceiras de Basto ocupa um novo edifício contíguo ao Centro de Saúde local.
Victor Lopes, residente no Lugar de Torrinheiras, freguesia de Abadim, foi o primeiro a estrear as camas da nova unidade de internamento, cuja gestão pertence ao Centro Hospitalar do Alto Ave (CHAA).
Das mãos do presidente da Administração Regional de Saúde do (ARS) Norte, o doente recebeu uma placa e da administradora do CHAA um ramo de flores.
Na sua intervenção, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto manifestou a sua “grande satisfação e felicidade” com a abertura da unidade de internamento, que disponibiliza 16 camas, sendo seis utilizadas pela Rede de Cuidados Continuados Integrados, dez para o internamento de doentes agudos e uma cama para situações de isolamento.
Destacando “o serviço fundamental na área da saúde”, Joaquim Barreto disse que esta “é uma mais-valia” que permitirá aos doentes “estar mais próximos da família”.
Distribuída ao longo de dois pisos, a nova unidade contempla, no rés-do-chão, um espaço destinado à Medicina Física e de
Reabilitação e um refeitório, estando o primeiro piso destinado às salas de internamento, gabinetes médicos e enfermagem.
Elogiando a funcionalidade do espaço, “que proporciona conforto e bem-estar”, o autarca agradeceu a confiança depositada na autarquia, que assumiu a gestão do projecto.
“Quem ganhou foi Cabeceiras de Basto”, afirmou Joaquim Barreto.

Compromisso assumido

Na ocasião, o presidente do Conselho de Administração do CHAA, António Barbosa, esta-beleceu um compromisso com os cabeceirenses.
“Trabalhar com um enorme sentido de responsabilidade e também com muito entusiasmo e empenho”, afirmou o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar.
“Abraçámos esta nova responsabilidade” em conjunto com os 30 profissionais envolvidos na unidade de internamento, garantiu António Barbosa.
A UICB abriu portas com um processo clínico informatizado. “Trouxemos o melhor que tínhamos ao nível das tecnologias de informação e comunicação, procurando que esta unidade siga os padrões de elevada exigência do CHAA”, frisou.
O objectivo é que esta venha a ser uma “unidade modelo que orgulhe Cabeceiras de Basto, a ARS e o CHAA”, sublinhou António Barbosa.
Na sua intervenção, o presidente da ARS Norte, Fernando Araújo, destacou a articulação com a câmara de Cabeceiras de Basto como um “exemplo das parcerias público-públicas com as quais o país se pode apoiar e orgulhar”.
“Nós percebemos de saúde e as autarquias percebem das realidades locais”, realçou, afirmando que a entrega da gestão da unidade ao CHAA “foi uma aposta ganha”.
De acordo com Fernando Araújo, a UICB assenta nos ei-xos da equidade, qualidade e proximidade.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho