Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Cadáver retirado do rio é de homem desaparecido
Mais de 2500 crianças no Carnaval de Fafe

Cadáver retirado do rio é de homem desaparecido

Estacionamento no Hospital suscita dúvidas da oposição

Cadáver retirado do rio é de homem desaparecido

Casos do Dia

2020-01-23 às 06h00

Teresa M. Costa Teresa M. Costa

Cadáver foi avistado por popular no Rio Ave, em S. Cláudio do Barco. Polícia Judiciária realizou perícias. Filho já confirmou que cadáver é do pai desaparecido.

Foi encontrado e retirado ontem do rio Ave, na freguesia de S. Cláudio do Barco, em Guimarães, o cadáver de um homem.
Tudo indica tratar-se de Fernando Conde, o homem de 63 anos que está desaparecido desde 8 de Janeiro e cujo desaparecimento está a ser investigado pela Polícia Judiciária.
As autoridades ainda não confirmaram oficialmente a identidade da vítima, mas o filho de Fernando Conde confirmou ontem mesmo, numa publicação no Facebook, que o cadáver encontrado no rio Ave é do seu pai.
A Polícia Judiciária realizou perícias ao cadáver no local, onde esteve também o filho do homem desaparecido.
O cadáver foi removido pelos Bombeiros Voluntários das Taipas para autópsia que deverá ajudar a desvendar a causa da morte.
O cadáver foi localizado na mesma freguesia onde, no último fim-de-semana, foi encontrado um telemóvel que se acredita pertencer a Fernando Conde. Aliás, o último sinal de telemóvel do desaparecido apontava para esta zona do concelho onde, a semana passada, decorreram buscas, também no Rio Ave, envolvendo equipas de três corpos de bombeiros do distrito de Braga.
As buscas foram suspensas ao fim de dois dias, mas a família de Fernando Conde manteve activas buscas para as quais contratou uma equipa de busca e salvamento e mobilizou voluntários que, no último domingo, palmilharam a zona.
Ontem, o cadáver foi avistado por um popular que fazia uma caminhada no Parque de Lazer de Barco.
Fernando Conde, residente na freguesia de Creixomil, também em Guimarães, estava desaparecido desde 8 de Janeiro. Saiu de casa na noite desse dia, de carro, alegadamente para visitar um cliente em Caldas das Taipas e nunca mais foi visto.
A Polícia Judiciária mantém aberta a investigação.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.