Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Camiões permaneceram parados em várias empresas da região
Festas de S. Miguel animam Cabeceiras

Camiões permaneceram parados em várias empresas da região

Plano Estratégico Educativo de Esposende está em discussão pública

Camiões permaneceram parados em várias empresas da região

Economia

2019-08-15 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias realizou dois piquetes de greve durante o dia de ontem nos distritos de Braga e de Viana do Castelo.

Dezenas de motoristas de transportes pesados de mercadorias aderiram ontem à greve decretada pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM).
A greve, que coincide com a paralisação dos motoristas de matérias perigosas (nomeadamente combustíveis) visa a revisa a revisão do acordo colectivo de trabalho e a obtenção de aumentos graduais de salários até 2022 (700 euros em Janeiro de 2020, 800 euros em Janeiro de 2021 e 900 euros em Janeiro de 2022, o que, com os prémios suplementares que estão indexados ao salário-base, daria 1.400 euros em janeiro de 2020, 1.550 euros em janeiro de 2021 e 1.715 euros em janeiro de 2022).

No caso concreto de Braga, foram dezenas as empresas que ficaram com os camiões nos respectivos parques.
“A adesão à greve está a ser bastante boa. Os nossos colegas não se manifestam muito nos piquetes de greve, más há dezenas de empresas nos distritos de Braga e de Viana do Castelo, que ficaram com os camiões parados nos respectivos parques. Poucos foram os colegas que apareceram nas empresas para trabalhar”, disse ao Correio do Minho, Jorge Cordeiro, presidente do SIMM.
O mesmo responsável garantiu, contudo, que estão a ser cumpridos os serviços mínimos.

Ontem, durante o dia, algumas dezenas de trabalhadores concentraram-se junto a uma empresa de transportes em Requião (Vila Nova de Famalicão), com a finalidade de convencer os colegas a aderirem à paralisação.
No distrito de Viana do Castelo, os motoristas de pesados estiveram concentrados na rotunda da Estrada Nacional 13, em S. Pedro da Torre (Valença).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.