Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Carlos Carvalhal: “Temos que jogar mais do que temos jogado”
Médio Oriente é um território de oportunidades para empresas

Carlos Carvalhal: “Temos que jogar mais do que temos jogado”

Famalicão: YMotion exibe mais de 250 curtas-metragens

Carlos Carvalhal: “Temos que jogar mais do que temos jogado”

Desporto

2021-09-20 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Carlos Carvalhal admite que o nível exibido ainda não corresponde à qualidade existente no plantel. Técnico abre a porta a “ajustes” na dinâmica para que o equilíbrio seja encontrado. Fundamental ganhar hoje ao Tondela.

De olhos postos no regresso aos triunfos (depois dos empates com Vitória e Paços e da derrota com o Estrela Vermelha), o SC Braga recebe esta noite o Tondela, pelas 21.15 horas, no fecho da 6.ª jornada da I Liga.
Ontem, na projecção do encontro, o técnico dos arsenalistas, Carlos Carvalhal, admitiu a possibilidade de serem introduzidas novas variantes na forma de jogar da sua equipa, sempre com o intuito de melhorar a performance colectiva que, reconhece Carvalhal, não vem satisfazendo.

“Queremos melhorar a qualidade da equipa, nem que tenhamos que ajustar algumas coisas das nossas ideias. Estamos em reflexão sobre isso até porque não somos defensores de sacrificar os jogadores em função dos sistemas de jogo, estamos em busca desse equilíbrio”, salientou, completando o raciocínio.
“Temos que jogar melhor do que temos jogado e rectificar algumas coisas que identificámos, sabemos qual o caminho. Temos confiança total nos nossos jogadores, há muita qualidade no plantel e é nossa responsabilidade pôr a equipa a jogar bem e a ganhar”, frisou, revelando que os erros identificados na equipa se referem ao “processo defensivo e a sua dinâmica”.

“Os nossos avançados não estão a fazer golos, jogaram um pouco desacompanhados nos últimos jogos, faltou mais presença perto deles para haver mais combinações e finalizações. A qualidade do Abel, do Mario e do Vítor é inquestionável, assim como a sua capacidade de fazer golos, que vão aparecer naturalmente”, defendeu, perspectivando que, no final do campeonato, a tendência seja a de fazer com os homens da frente tenham um bom registo de golos.
“O nosso papel é fazer com que façam a melhor época da sua vida, tal como fizeram na época passada, e noutras, podia dar 30 exemplos disso”, disse, elogiando a organização do adversário desta noite, o Tondela, “que joga um futebol positivo.”
O SC Braga parte para este jogo no oitavo lugar, com oito pontos, enquanto o Tondela ocupa o 18.º e último posto da tabela, com apenas três pontos. A partida será dirigida por João Pinheiro, da AF Braga.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho