Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Carvalhal satisfeito com exibição “muitíssimo boa” do SC Braga
Póvoa de Lanhoso é o Município do Minho que paga mais rápido a fornecedores

Carvalhal satisfeito com exibição “muitíssimo boa” do SC Braga

Vales de Natal ajudam famílias carenciadas e o comércio local

Carvalhal satisfeito com exibição “muitíssimo boa” do SC Braga

Desporto

2020-10-18 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Técnico recordou o facto de os madeirenses terem entrado em campo ainda invictos, sublinhando a justiça e a ligeireza do resultado. Equipa está a crescer cada vez mais e isso é motivo de orgulho.

Naturalmente satisfeito com mais um triunfo alcançado na I Liga, Carlos Carvalhal deixou uma primeira nota, na conferência de rescaldo, acerca do adversário que acabara de derrotar.
“O Nacional ainda não tinha perdido, é uma equipa difícil, que, se apanhar alguém distraído, vai tirar-lhe pontos”, frisou o técnico de 54 anos, assumindo ter preparado bem o jogo e que “os jogadores foram inexcedíveis”, tendo realizado “a melhor exibição até hoje”. Agora, o Carvalhal quer ver a equipa continuar a “subir de rendimento”, porque já a vê capaz de fazer “90 minutos muito consistentes”.
“Podíamos ter ido com 3-0 para o intervalo e, na segunda parte, a tónica foi a mesma, a controlar o jogo, a dispor de oportunidades muito boas para matar o jogo. O adversário fez um golo de forma fortuita, mas a forma como a nossa equipa reagiu, não entrou em pânico, geriu o jogo com bola até ao fim. Quem olha para o resultado pensa que o Braga sentiu dificuldades, mas não e justificava-se um desnível maior no resultado”, lamentou, abordando um momento chave na partida, que transfigurou aquele que viria a ser considerado o homem do jogo.
“Dei-lhe dois berros para o acordar, estava a jogar cheio de estilo e quando resolveu jogar à Galeno, mudou o jogo”, disse, admitindo estar contente com a forma como os jogadores estão a repsonder à dinâmica que está a ser assimilada.
“Criar muitas oportunidades de golo tem sido a nossa tónica e isso é bom, é sinal de que a identidade está bem assimilada. Vejo isto pelo lado positivo. Vamos melhorar e crescer, mas essa linha de crescimento não é linear. As nossas equipas acabam melhor do que começam, estou muito satisfeito com o nível de hoje, foi uma exibição muitíssimo boa”, explicou, terminando a conferência de imprensa abordando o aparecimento de Ricardo Esgaio com a braçadeira de capitão.
“Temos um nucelo de capitães da equipa, com o Fransérgio, Esgaio, Matheus, Ricardo Horta, Rui Fonte e Paulinho, quem usa a braçadeira é uma decisão minha, por vezes tem a ver com um factor mais motivacional, só isso”, explicou, apontado já ao duelo de quinta-feira, com o AEK, para a Liga Europa.

Deixa o teu comentário

Últimas Desporto

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho