Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Celta deve ser reactivado o “mais depressa possível”
Famalicão: Campanha 'Produto que é nosso' prolongada até 23 de Agosto

Celta deve ser reactivado o “mais depressa possível”

CAVI da Pais-em-Rede apoiou 72 pessoas ao longo do primeiro ano de actividade

Celta deve ser reactivado o “mais depressa possível”

Alto Minho

2020-07-08 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Eixo Atlântico exige a reactivação da ligação do comboio Celta. Presidente Ricardo Rio acredita que decisão depende de questões de natureza operacional da CP e da Renfe e de vontade política.

As fronteiras abriram no passado dia 1 de Julho, mas a ligação do comboio Celta, que foi desactivada quando a fronteira foi encerrada a 17 de Março, não tem ainda data para ser reactivada. “Defendemos que a ligação do Celta seja reactivada o mais depressa possível, a CP e a Renfe têm que se entender e desbloquear esta situação”, apelou o presidente do Eixo Atlântico. Se a ligação não for reactivada o quanto antes, Ricardo Rio admitiu que o próximo passo é apelar aos governos português e espanhol.

“O Eixo Atlântico enviou uma carta para a CP e outra para a Renfe para saber quando será reactivada a ligação do comboio Celta, sendo que a CP não respondeu e a Renfe informou que vai reunir com a CP para se chegar a um acordo”, informou o também presidente da Câmara Municipal de Braga.
Com a abertura das fronteiras entre Portugal e Espanha “era expectável que a abertura da ligação ferroviária acontecesse em simultâneo”. Mas não foi isso que aconteceu.

“A CP e a Renfe têm que se entender para desbloquear esta situação. Acreditamos que estão em causa apenas questões de natureza operacional e de vontade política, por isso, esperemos que nos próximos dias se realize a reunião entre as duas entidades e determinem a reabertura da ligação do comboio Celta”, pediu Ricardo Rio.
Neste momento, muitas pessoas que trabalham e estudam dos dois lados da fronteira continuam privadas deste serviço.
Entretanto, se nada acontecer nos próximos dias, Ricardo Rio admitiu a possibilidade de uma intervenção junto dos dois governos. “Não deixaremos de apelar aos governos português e espanhol se a ligação do comboio Celta não for reactivada entretanto”, assegurou o presidente.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho