Correio do Minho

Braga, sábado

Centro de Artes e Desporto Inclusivo será mais-valia para a Comunidade
Braga aceita descentralização do ordenamento das florestas

Centro de Artes e Desporto Inclusivo será mais-valia para a Comunidade

Borges e dez jogadores rescindiram contrato com Palmeiras FC

Braga

2018-09-25 às 20h11

Redacção

Projecto da Associação Juvenil SYnergia conta com o apoio do Município de Braga

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, visitou esta Terça-feira, 25 de Setembro, as obras do Centro de Artes e Desporto Inclusivo (CADI). O projecto vai transformar a Praça Dr. Francisco Araújo Malheiro, na Quinta da Capela, num espaço polivalente, aberto à comunidade e vocacionado para a prática de actividades inclusivas nas áreas do desporto, da educação e da cultura.
Dinamizado pela Associação Juvenil SYnergia, o projecto conta com o apoio financeiro do Município de Braga, que disponibiliza cerca de 100 mil euros para esta intervenção. Para além da Autarquia, também e o IPDJ e várias empresas se associam ao projecto, num total de mais de 40 parceiros. A obra começou em Agosto deste ano e o SYnergia estima que esteja concluída no espaço de 12 meses.
“Trata-se de um projecto que responde a uma necessidade efectiva da comunidade e que tem o mérito de mobilizar vontades públicas e privadas. Esta é a maneira correcta de avançar com os projectos, através da partilha da responsabilidade por todos os agentes da comunidade”, realçou Ricardo Rio, que enalteceu ainda a vertente de regeneração urbana que o projecto envolve: “Esta zona vinha sofrendo alguma degradação e certamente que o CADI vai criar condições para que a os utilizadores saiam muito beneficiados com a intervenção”.
O CADI será constituído por espaços para actividades desportivas e lúdicas, salas de estimulação sensorial, de promoção da literacia e de estimulação da educação pela arte, promovendo a convivência de pessoas com deficiência e/ou mobilidade reduzida, através da intervenção física de melhoria da mobilidade e criação de actividades inclusivas.
O equipamento vai responder às necessidades da comunidade, com maior inclusão e novos espaços de interacção. Baloiços inclusivos, recriações de jogos tradicionais como o peão gigante e a fisga, jogos variados e geriátricos, um espaço para pequenos eventos ao ar-livre, uma biblioteca de jardim e até uma rede para os mais velhos poderem relaxar, são valências que também fazem parte do caderno de encargos do projecto.
O CADI será um espaço urbano preparado para a mobilidade reduzida que servirá, ainda, como casa de associações juvenis, culturais e desportivas, que serão as responsáveis pela dinamização diária da praça e dos equipamentos existentes, incentivando a prática desportiva, estimulando a cultura e a inclusão social, através da promoção de actividades para todos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.