Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Centro Distrital de Operações de Socorro tem novas instalações
Montalegre: Reforçado investimento para combate à vespa

Centro Distrital de Operações de Socorro tem novas instalações

Regresso dos adeptos ao estádio “ainda esta temporada”

Centro Distrital de Operações  de Socorro tem novas instalações

Braga

2020-02-25 às 06h00

Teresa M. Costa Teresa M. Costa

Já se mudou para o novo espaço o Centro Distrital de Operações de Socorro de Braga que ocupa agora parte do edifício da Faculdade de Teologia, na Rua de Santa Margarida, e junta todos os serviços.

O Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Braga já ocupa as novas instalações no edifício da Faculdade de Teologia, no número 181 da Rua de Santa Margarida, na cidade de Braga.
O comandante distrital da Protecção Civil, Hermenegildo Abreu, assume-se satisfeito com “as novas instalações”, fala de “uma mudança significativa” para melhor, no que toca às condições físicas e destaca a mais- valia de ter os serviços concentrados num único espaço.
A mudança permitiu juntar serviços que estavam separados, já que a parte mais operacional de gestão diária de ocorrências funcionava no Palácio dos Falcões, paredes meias com a Polícia de Segurança Pública, e o serviço administrativo e de segurança contra incêndios ocupava dois apartamentos alugados na Rua D. Afonso Henriques.

Face às condições precárias, a tutela avançou para a procura de espaços na cidade de Braga capazes de albergar os serviços e foi aberto um concurso público para aluguer de espaço com a escolha a recair no edifício que é propriedade da Arquidiocese de Braga.
Foram realizadas obras de adaptação na parte do edifício da Faculdade de Teologia agora reservado ao CDOS.
"Foi uma luta iniciada em 2017 e que se concretiza agora" aponta Hermenegildo Abreu.

Por resolver está a questão do estacionamento. Já foi formalmente solicitada ao Município de Braga a reserva de alguns lugares de estacionamento na Rua de Santa Margarida, mas ainda não houve resposta, apurou o “Correio do Minho”.
Criado em Braga, o Centro Distrital de Operações de Socorro começou por funcionar na Rua D. Afonso Henriques. Mais tarde, dividiu-se entre o concelho de Fafe e o de Barcelos, onde funcionou no quartel dos Bombeiros Voluntários de Viatodos, tendo regressado a Braga.

O sistema de Protecção Civil evoluiu e aumentaram os serviços afectos à estrutura distrital tutelada pela agora Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC), impondo, também, uma mudança de instalações físicas.
O CDOS agrega cerca de duas dezenas de profissionais.
É neste centro que são geridas todas as operações de socorro e de emergência ao nível do distrito de Braga.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho