Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Cerveira vence Supertaça e faz pleno de conquistas na AF Viana do Castelo
Tema “Cuidados com os cuidadores” na 44.ª sessão do Café Memória de Guimarães

Cerveira vence Supertaça e faz pleno de conquistas na AF Viana do Castelo

Autarquia repavimenta Estrada Municipal entre Ruivães e Novais

Cerveira vence Supertaça e faz pleno de conquistas na AF Viana do Castelo

Desporto

2019-06-11 às 06h00

Telmo Martins Telmo Martins

Festa da supertaça em Ponte de Lima. O Cerveira venceu o Ponte da Barca por 1-0 e garantiu a conquista da Supertaça Ramiro Marques, confirmando a hegemonia no futebol da AF Viana nesta temporada 2018/19.

Festa do futebol da Associação de Futebol de Viana do Castelo em Ponte de Lima. No dia em que se comemora Portugal, o Campo do Cruzeiro recebeu a final da Supertaça do futebol distrital vianense. Frente a frente estavam o Cerveira, vencedor do campeonato e da Taça AF Viana e o Ponte da Barca, finalista vencido da Taça.

As duas equipas tinham-se defrontado há uma semana, em jogo onde o Cerveira venceu por 2-1 e que lhe valeu a conquista da Taça AF?Viana e, por isso, no primeiro quarto de hora da partida foi pautado por muito equilíbrio. O Cerveira era a equipa que controlava mais a posse da bola mas o Ponte da Barca criava situações de maior perigo em jogadas rápidas de contra-ataque.

Em cima do minuto 20, primeira contrariedade para Rui Carvalhal, técnico do Ponte de Barca, que foi forçado a substituir o lesionado Sérgio Freitas. Para o seu lugar entrou José Araújo.
Apesar da adversidade, foi mesmo a equipa da Barca a primeira a criar uma clara situação de golo. Cabeceamento de Bruno Filipe à boca da baliza para enorme defesa de Marafona, a manter a baliza a salvo.
Pouco depois da meia hora de jogo, nova contrariedade para a equipa de Rui Carvalhal. Desta feita foi o guarda-redes Luís Araújo a ser obrigado a abandonar a partida, também por lesão. Assim, o técnico viu-se obrigado a promover a estreia na equipa principal do ainda júnior Ivo Lameirão.

Ainda assim, continuava a ser o Ponte da Barca a equipa mais perigosa em campo e viu novamente o guardião Marafona negar o primeiro golo da partida antes do apito para o intervalo. Contra-ataque muito rápido, com Leonardo Soares a deixar Coutinho na cara do guardião adversário que fez muito bem a mancha e conseguiu manter o nulo na recolha aos balneários.

No segundo tempo, o equilíbrio voltou a fazer-se sentir, ainda que a equipa do Ponte da Barca estivesse sempre mais perto da baliza adversária. No entanto, faltavam as oportunidades para marcar em ambas as balizas.
Mesmo num jogo pouco conseguido, a equipa do Cerveira nunca desistiu e conseguiu mesmo aproveitar a única oportunidade que teve para marcar. Cruzamento da esquerda para o segundo poste, Tiago Cruz amortece a bola para Mário Cunha que remata para o funda das redes, fazendo o único golo da partida.
Até ao final da partida, esteve mais perto o Cerveira do segundo golo do que o Ponte da Barca do empate.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.